Mundo

Política
10/01/2017
Política
10/01/2017

Polêmica

México não quer conflito e nem “submissão vergonhosa” com os Estados Unidos

Brasília – O novo Secretário de Relações Internacionais do México, Luis Videgaray, espera que as relações entre o seu país e os Estados Unidos na era Trump “sejam construtitvas”. Nesta segunda-feira, 9, ele afirmou que “nem conflito e nem submissão vergonhosa com os Estados Unidos”.

Donald Trump assume no dia 20 e voltou a dizer que construirá um muro entre os dois países. Além disso, prometeu retirar os Estados Unidos dos acordos de livre comércio como o TPP e o Nafta.

Videgaray explicou que “há vozes que desde este momento tratam de promover uma estratégia de conflito, confrontação e muitas vezes, insultos. Outras vozes prognosticam a submissão vergonhosa. O México não optará por nenhuma dessas portas falsas”, assegurou.

De acordo com o novo chanceler mexicano, “atuaremos com dignidade e inteligência, abrindo portas de diálogo e negociações para defender os interesses do México e dos mexicanos como uma nação plenamente soberana”.

Luis Videgaray fez as declarações durante a 28ª reunião Anual de Embaixadores e Cônsules realizada na Cidade do México. Em setembro passado, ele renunciou ao cargo de ministro da Fazenda justamente após ser envolvido em uma polêmica por ter organizado uam visita do então candidato Donald Trump ao México.

Apesar de ter sido tratado com todas as honras de um Chefe de Estado – que não era -, Trump insultou o México e os mexicanos e disse que o muro que irá separar os dois países terá de ser pago pelo vizinho.

Na semana passada, o futuro presidente norte-americano reafirmou que o projeto do muro não será abandonado, que os custos terão de ser pagos pelo México, e que revisará os tratados de livre comércio incluindo o NAFTA. Além disso, tem influenciado para que empresas norte-americanas cancelem investimentos no México.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *