Brasília, 21 de novembro de 2018 - 13h06
Mil venezuelanos serão transferidos de Roraima

Mil venezuelanos serão transferidos de Roraima

21 de agosto de 2018
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Brasília – O governo brasileiro decidiu nesta terça-feira, 21, que mil venezuelanos refugiados em Boa Vista e Pacaraima, no Estado de Roraima, serão transferidos para outros estados. Eles estão alojados em dez abrigos e deverão seguir para cidades na região sul do Brasil entre o final de agosto e o início de setembro. A informação é da Casa Civil da Presidência da República.

Uma comitiva interministerial encontra-se em Roraima para avaliar a implementação de novas medidas após o confronto do último sábado, 18, quando 1,2 mil venezuelanos foram expulsos de Pacaraima. Dedes o início do ano, 820 refugiados foram interiorizados com o apoio do Exército e da Força Aérea Brasileira (FAB).

Com a medida, o governo federal pretende eliminar a população de rua formada por venezuelanos que ingressam pela fronteira de Roraima todos os dias. Além disso, será construído um abrigo de transição em Pacaraima e ampliados os que já recebem os imigrantes.

De acordo com a subchefe substituta da Casa Civil, Viviane Esse, "a intenção é que a gente faça a regularização de fronteira de forma humanitária. Temos também o processo se interiorização e de acolhimento para que não tenhamos mais pessoas nas ruas. O presidente [Michel Temer] anunciou o fortalecimento dessas ações", explicou.

Já o Secretário Nacional de Segurança Pública, Flávio Basílio, informou que mais 60 homens da Força Nacional foram enviados para Roraima nesta terça-feira para apoiar o trabalho da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Exército. Eles deixaram Brasília em 16 viaturas e um ônibus. Na segunda-feira, 20, chegaram em Boa Vista os primeiros 60 homens da Força Nacional de um total de 120.

Também nesta terça-feira, uma equipe com técnicos de 11 ministérios visitou a cidade de Pacaraima para avaliar a situação e levantar informações para que novas medidas sejam adotadas com o objetivo de ajudar os imigrantes venezuelanos.

O dia foi de reuniões com os representantes das agências da Organização das Nações Unidas (ONU) que tratam de refugiados e com agentes sociais que prestam assistência aos estrangeiros.

Ricardo Rinaldi, coordenador de emergências e ajuda humanitária da Fraternidade Internacional, um dia após os confrontos, cerca de 500 venezuelanos entraram no Brasil por Pacaraima. Ele explicou que o Estado não tem mais condições financeira e estrutural para acolher de forma adequada todos os imigrantes que aguardam vaga nos abrigos. Cerca de 2 mil venezuelanos continuam vivendo nas ruas de Boa Vista. Para piorar, grande parte do Estado é cortado por reservas indígenas, o que limita as ações jurídicas e geográficas.

A ideia era criar um polo industrial na região para poder empregar os imigrantes ou construir um grande abrigo que pudesse acolher até 10 mil pessoas.

“Nós [governo, sociedade] não temos experiência com esse fluxo migratório. Todos nós estamos aprendendo nessa situação”, disse Rinaldi, acrescentado que o foco neste momento é a interiorização dos venezuelanos que já estão com documentos e foram imunizados, para abrir vagas nos abrigos.

O próximo desafio é criar condições de acolhimento nos outros estados, não só nas capitais, mas também em cidades do interior.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...