Brasília, 21 de novembro de 2018 - 09h07

Militares cobram medidas para fortalecer presença

25 de maio de 2011
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Nesta quarta-feira, 25, a Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, reuniu militares e autoridades civis do governo federal para discutir a situação nas fronteiras do país.



O Brasil possui 16.886 quilômetros de fronteiras com dez países espalhadas por onze estados e 588 municípios.



Em grande parte delas, não há estrutura policial e de inteligência para coibir os crimes transnacionais. A Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) chega a terceirizar pessoal em alguns municípios e na maioria, não tem presença alguma.



Apesar das dificuldades, o governo federal lançou a Estratégia Nacional de Fronteiras (Enafron), que pretende coibir a criminalidade por meio de ações conjuntas das Forças Armadas e da Polícia Federal.



De acordo com o coordenador-geral da Enafron, José Altair Benites, a Estratégia Nacional de Fronteiras vai ampliar a vigilância na Amazônia por meio de patrulhamento aéreo, terrestre e nos 9.523 quilômetros de rios e canais que separam o país dos vizinhos.



Segundo ele, o projeto conta com postos de bloqueio nas calhas dos rios e nas principais rodovias para realização de abordagens de pessoas e embarcações.



Dos quase 17 mil quilômetros de fronteira, 7 mil são secas o que facilita a entrada de contrabando, armas pequenas, drogas e até pessoas traficadas.



Entre os militares da zona de fronteira, a Marinha conta com 7 mil homens, o Exército com 31 mil e a Aeronáutica com pouco mais de 2.500.



O subchefe de operações da Chefia de Preparo e Emprego do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, major-brigadeiro Gerson de Oliveira, explica que a parceria com a Polícia Federal é fundamental, pois as Forças Armadas são voltadas para a inteligência militar, para o combate ao inimigo externo, e não para enfrentar a criminalidade.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...