Defesa

Cooperação Militar
28/06/2017
Política
28/06/2017

Missão de Paz

Ministério da Defesa prepara próximo contingente brasileiro para UNIFIL

Brasília – Militares da Marinha do Brasil participaram, de 19 a 23 de junho, da reunião de Comando e Estado-Maior que marca o início da preparação do 14º Contingente Brasileiro na Força-Tarefa Marítima da UNIFIL (FTM-UNIFIL), no Líbano. O evento foi realizado no Comando-em-Chefe da Esquadra (ComemCh), em Niterói (RJ).

De acordo com o MD, a reunião foi reestruturada e possibilitou maior abrangência de conteúdo e alcance sobre todos os militares integrantes da missão. Os participantes puderam verificar o cenário histórico, religioso, socioeconômico, geopolítico e estratégico do Líbano.

Além disso, tiveram a oportunidade de conheceram os procedimentos alusivos à atuação do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) e sobre os conteúdos obrigatórios constantes do Core Pre-Deployment Training Material (CPTM), documento do Departamento de Operações de Manutenção da Paz da ONU (DPKO), para fornecer o treinamento comum e essencial necessário aos que servem nas missões de paz da ONU.

A coordenação do evento é da Subchefia de Operações de Paz, da Chefia de Operações Conjuntas (CHOC), do Ministério da Defesa, e contou com a participação de representantes do Ministério de Relações Exteriores, do Ministério Público Militar, da Subchefia de Inteligência de Defesa do EMCFA, do Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) e do chefe do Estado-Maior da Esquadra, almirante Alexandre Augusto Amaral Dias da Cruz.

Entre os palestrantes, estavam a doutora em História Comparada, pela UFRJ, com aperfeiçoamento em Estudos Judaicos pela Hebrew University Of Jerusalem, professora Juliana Foguel; e a promotora de Justiça Militar, Najla Nassif Palma, que falou sobre o direito internacional aplicável às missões de paz e os desafios da investigação criminal em áreas instáveis.

UNIFIL

A Força-Tarefa Marítima (FTM), componente marítimo da missão, foi criada em outubro de 2006 e realiza operações de interdição marítima e vigilância, para impedir a entrada de armas e material conexo no Líbano, além de contribuir no treinamento da Marinha libanesa. A FTM é chefiada por almirantes brasileiros, desde 2011, e hoje é comandada pelo almirante Sergio Fernando de Amaral Chaves Junior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *