Defesa

Integração
20/11/2007
Plano de Ciência, Tecnologia e Inovação
20/11/2007

MD visita regiões do Programa Calha Norte

Ministério da Defesa visita regiões do Programa Calha Norte

Uma comitiva do Ministério da Defesa deverá percorrer durante a semana, algumas instalações militares e obras na região coberta pelo Programa Calha Norte. A comitiva é chefiada pelo Secretário de Política, Estratégia e Assuntos Internacionais do MD, General José Benedito de Barros Moreira.

Na última segunda-feira, o Comandante Militar da Amazônia, General Augusto Heleno Ribeiro Pereira, apresentou uma palestra sobre as atividades e dificuldades enfrentadas pelos militares das Forças Armadas na garantia da presença do Estado na região. A palestra foi ministrada no Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), em Manaus (AM).

Segundo ele, “podemos separar os problemas da Amazônia em dois: as ameaças externas e o vazio de poder. As conseqüências disso são problemas indígenas, ambientais, forte atuação de organizações não-governamentais e ilícitos”, afirmou o Augusto Heleno.

O militar ressaltou que o narcotráfico, a pirataria, o contrabando e o garimpo ilegal ao longo dos quase 16 mil quilômetros de faixa de fronteira, são algumas das decorrências. Segundo ele, atualmente, existem 23,5 mil homens do Exército na Amazônia, e, para 2008, esse número chegará a 25 mil.

O General lembrou ainda a importância da criação do Programa Calha Norte para o país. Na sua opinião, “o Calha Norte é fundamental para a Amazônia. Foi uma criação genial, pois apesar de ser coordenado pelo Ministério da Defesa, não é apenas militar. Inclui também a participação de uma série de entidades civis”, defendeu.

Desde a criação, em 1985, as ações do Calha Norte levam diversos benefícios aos 194 municípios atendidos, onde vivem populações carentes do país- 95 só na faixa de fronteira -, com a implantação de infra-estrutura básica, construções de embarcações para o controle e a segurança do tráfego aquaviário.

O Calha Norte também atua na conservação de rodovias e implantação de unidades militares como forma de aumentar o poder do Estado na região. Entretanto, o maior desafio do Programa é mesmo colaborar com o desenvolvimento local da Região Norte.

De acordo com o Ministério da Defesa, a comitiva permanece no Amazonas até a próxima sexta-feira, 23. Nesta terça-feira, 20, o General Barros Moreira, que também está acompanhado do Diretor de Política e Estratégia do MD, Vice-Almirante Arnon Lima Barbosa, esteve com o governador do Amazonas, Eduardo Braga.

Calha Norte

O MD informou que as ações do Programa Calha Norte são executas por meio de transferências de recursos orçamentários e de convênios civis. Municípios de seis estados (22 no Acre, 16 no Amapá, 62 no Amazonas, 27 no Pará, 52 em Rondônia e 15 de Roraima) são atendidos.

Os recursos são repassados diretamente para as Forças Armadas e os convênios são firmados entre o Ministério da Defesa, Estados e prefeituras.

O Programa Calha Norte busca desenvolver ações que contribuam para a manutenção da soberania nacional, para integridade territorial e para a promoção do desenvolvimento regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *