Brasil

Missões de Paz
22/11/2015
Comércio Exterior
22/11/2015

Livre Comércio

Ministro assegura que acordo Mercosul – União Europeia é prioritário para o Brasil

Brasília – O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, afirmou na segunda-feira, 16, em São Paulo, que o acordo entre Mercosul e União Europeia é uma agenda prioritária para o Brasil. A afirmação foi feita durante o debate “Oportunidades de um Acordo Preferencial com a União Europeia”, promovido pela Eurocâmaras, entidade que reúne as câmaras de comércio dos países europeus.

Segundo ele, “o Brasil está reposicionando sua política comercial. Lançamos o Plano Nacional de Exportações, que tem como um dos principais objetivos inserir o país na rede internacional de acordos comerciais e de investimentos. Consideramos que a principal iniciativa reside na conclusão do acordo Mercosul – União Europeia. Para o Brasil, essa é uma agenda prioritária”, explicou.

Ele falou a um grupo de 140 empresários de vários países europeus e reafirmou o desejo do governo brasileiro de garantir o início das trocas de ofertas entre os dois blocos até o fim deste ano. “Nossa oferta está pronta e estamos dispostos a iniciar um processo de trocas imediatamente. Gostaria de ressaltar que o Mercosul jamais preparou oferta de acesso a mercados tão ambiciosa”, assegurou.

Monteiro explicou que a oferta é plenamente compatível com os compromissos assumidos pelos chefes de Estado na Cúpula Mercosul – União Europeia de 2010, dando indicações de que a cobertura em bens é próxima a 90% do comércio, o que comprova o propósito de melhorar os termos apresentados em 2004. Em relação à distribuição setorial, o ministro destacou que nenhum setor foi excluído e muitos deles estão com abertura acima de 90%.

“A perspectiva do acordo preferencial de comércio entre os nossos blocos regionais oferece excelentes oportunidades. Temos a compreensão que esse passo será essencial para o nosso de processo de inserção mais qualificada nas cadeias globais de valor e para uma integração mais efetiva às correntes de comércio internacionais”, afirmou.

O ministro explicou que há uma dinâmica nova no cenário dos acordos comerciais, com os mega-acordos comerciais, e que por isso o acordo entre Mercosul e União Europeia é fundamental para fortalecer a posição dos dois blocos no comércio mundial.

“Nesse contexto, permitam-me reafirmar que o acordo Mercosul – União Europeia se reveste de inquestionável oportunidade para o melhor posicionamento estratégico dos dois blocos, diante dos novos desafios. Não podemos perder a oportunidade de avançar nessa agenda. Nesse sentido, é crucial que as empresas brasileiras e as europeias e as câmaras de comércio possam também se engajar nesse processo”, concluiu.

Participaram do debate o presidente da Eurocâmaras, Miguel Setas; João Cravinho, embaixador da União Europeia no Brasil; Vera Thorstensen, da Fundação Getúlio Vargas (FGV); e Carlos Moedas, comissário para Investigação, Inovação e Ciência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *