Defesa

LAAD 2015
14/04/2015
Parceria
14/04/2015

Tecnologia Sensível

Ministro da Defesa elogia excelência das indústrias de Defesa do Brasil

Marcelo Rech, especial do Rio de Janeiro

O ministro da Defesa, Jaques Wagner elogiou a excelência das indústrias de Defesa do Brasil. Além disso, destacou a importância da indústria de Defesa e Segurança Nacional. “Essa é uma área que cresce no mundo inteiro e o Brasil já tem empresas que vêm se adensando. Eu citaria, como exemplo, a Embraer, com o KC-390, que nós fizemos voo experimental e estamos já na porta de fazer a sua comercialização”, disse.

Wagner destacou ainda que a indústria de Defesa gera tecnologia e qualificação e, por isso, está diretamente inserida no projeto de desenvolvimento nacional. “Isso mostra o potencial brasileiro de firmar parcerias”, afirmou. Considerada a maior feira de Defesa da América Latina, a LAAD segue até a sexta-feira, 17, e reúne cerca de 700 expositores de 71 países, além de mais de 150 delegações estrangeiras.

O ministro aproveitou para visitar os estandes para conhecer equipamentos de organismos de defesa internacionais, além de prestigiar os principais projetos das Forças Armadas.

No espaço da Indústria de Material Bélico do Brasil (Imbel), o ministro pôde conhecer o moderno Osteofone OTF-2200, inovadora tecnologia combinada por condução óssea. Trata-se de um acessório associado a rádios militares, idealizado para facilitar a comunicação em ambientes operacionais.

Ele consiste em fone de ouvido com microfone, que transmite dados e voz, e tem GPS integrado. Com o equipamento, é possível captar o que a pessoa fala e o ouvido fica livre de interferência externa.

Na Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (Abimde), o ministro assinou protocolo de troca de informações e experiências entre as associações do Brasil e de Portugal.

Num dos estandes da Marinha do Brasil, Jaques Wagner entrou no simulador de navegação utilizado pela Força que reproduz todos os comandos e gravidade reais do interior de uma embarcação. Passou, também, pelos estandes das empresas Amazônia Azul Tecnologias de Defesa, Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron), CBC (onde conferiu novidades em armamentos), Savis, Condor e Atech, além do estande do próprio Ministério da Defesa.

Ele fez questão de percorrer os cinco pavilhões da LAAD 2005.

Do Exército, foi apresentado ao blindado Guarani, produzido pela Iveco, que atraiu os olhares de militares da Coreia. O ministro passou ainda pela Avibras, onde viu de perto o Sistema Astros 2020, de lançamento de foguetes. A tecnologia tem a capacidade de disparar alvos de seis a 300 km de distância.

O ministro também se reuniu com um grupo de parlamentares membros da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados. Para o ele, o apoio do Legislativo aos projetos da Defesa é fundamental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *