Brasil e Israel vão financiar projetos de inovação
14/05/2012
Soberania
15/05/2012

Ministro defende maior desenvolvimento nuclear no

Ministro defende maior desenvolvimento nuclear no Brasil

Brasília – O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Marco Antonio Raupp, defendeu um maior desenvolvimento da energia nuclear no Brasil em visita as instalações da Fábrica de Combustível Nuclear das Indústrias Nucleares do Brasil (INB), em Resende (RJ). Segundo Raupp, “o Brasil não está copiando tecnologia, está inovando. A INB tem pessoal altamente qualificado e o papel que a empresa desempenha é muito importante para a projeção estratégica nuclear do país no mundo”.

Na oportunidade, Marco Antonio Raupp conheceu detalhes da parceria entre a INB e a Marinha, responsável pelo Programa Nuclear Brasileiro, e do panorama nuclear no Brasil e no mundo.

Segundo ele, “a sociedade brasileira precisa ter conhecimento de que a energia nuclear é a mais limpa que existe. O MCTI pretende trabalhar para o maior desenvolvimento desta energia no país”.

Alfredo Tranjan Filho, presidente da INB explicou que a empresa e a Marinha trabalham para que a INB consiga atingir a demanda de combustível nuclear no país, e que a capacidade atual de enriquecimento de urânio da atenda a 14% das necessidades da usina de Angra 1.

A INB e a empresa Galvani (produtora de fertilizantes) também trabalham na exploração da mina de Santa Quitéria (CE), onde o urânio é associado ao fosfato.

De acordo com o diretor-técnico do Enriquecimento da INB, Humberto Ruivo, apenas dez países no mundo detêm a tecnologia de enriquecimento de urânio, entre eles, o Brasil.

O diretor de Produção do Combustível Nuclear da INB, Samuel Fayad Filho, falou sobre o projeto para a possível instalação de uma fábrica de conversão em Resende e ainda sobre o aumento da demanda de combustível nuclear em virtude da conclusão de Angra 3.

Marco Antonio Raupp visitou a INB acompanhado de Angelo Padilha, presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *