Brasília, 10 de dezembro de 2018 - 23h31

Submarino Nuclear

26 de agosto de 2009
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou nesta quarta-feira, em audiência pública realizada pela Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, da Câmara dos Deputados, que o submarino a ser incorporado pela Marinha não terá arma de ataque, mas apenas a propulsão nuclear.


Na tarde desta quarta-feira, o Planalto encaminhou ao Senado Federal, duas mensagens para a contratação de financiamentos externos.


Uma delas diz respeito aos submarinos e outra ao projeto de construção no Brasil, de 50 helicópteros Super Cougar, ambos em parceria com a França.


Jobim explicou ainda que a Alemanha não transferiu tecnologia para a construção dos cinco submarinos convecionais (Tikuna). De acordo com o ministro, o acordo firmado em 1983 não acrescentou conhecimento ao Brasil.


Um modelo Tikuna foi construído na Alemanha e os outros 4 no Brasil. "Nenhum técnico brasileiro participou do projeto que nos chegou pronto", afirmou.


Submarinos


O ministro da Defesa explicou que os submarinos convencionais são movidos por propulsão diesel-elétrica com uma bateria que pesa algo em torno de 25o toneladas. Tem uma capacidade de imersão de 50m a 500m de profundidade e depende do ar atmosférico (a cada 12h precisa submergir, o que lhe confere baixa capacidade de ocultação).


A velocidade de um submarino convencional varia entre 4 e 6 nós (7,4 km/h a 11,2 km/h) e tem capacidade de deslocamento de 1.4o0 toneladas.


Enquanto isso, um modelo nuclear, movido por energia gerada por um reator com urânio 325 enriquecido em 20%, pode submergir a mais de mil metros de profundidade e por tempo indeterminado, limitado à resistência da tripulação.


Sua velocidade vai de 6 a 35 nós (algo como 11,2 km/h a 65,5 km/h. O deslocamento é de 6 mil toneladas.


Pelas águas brasileiras, decidiu-se adquirir os dois modelos - convencional e nuclear.


O projeto integral de aquisição e construção dos submarinos deve custar cerca de 6,9 bilhões de euros.


O governo brasileiro pretende assinar o contrato com a França em 7 de setembro contando com a presença no Brasil, do presidente Nicolás Sarkozy.


Para os deputados, trata-se de um fato consumado.

Assuntos estratégicos

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...