Brasília, 17 de novembro de 2018 - 14h18

Missão da ONU no Haiti terá 12 mil militares

19 de janeiro de 2010
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou nesta terça-feira o aumento do efetivo da Missão de Estabilização do Haiti (Minustah) em mais 3,5 mil militares.



De acordo com o organismo, os militares vão reforçar a segurança em Porto Príncipe e participar das operações de resgate.



Com a decisão, o contingente da Minustah passa para 8.940 militares. O número de policiais aumenta para 3.711.



Como o efetivo passa dos atuais 9 mil homens para 12.651, a organização estuda adaptar a resolução que criou a missão no Haiti, comandada pelo Brasil.



A ONU também confirmou que 47 funcionários morreram e cerca de 500 continuam desaparecidos.



O número de mortos no Haiti poderá passar dos 200 mil. Estimativas dão conta que mais de 70 mil corpos foram enterrados em valas comuns.



Os feridos somam 250 mil e 1,5 milhão de haitianos estão desabrigados.



Na segunda-feira, uma reunião em Santo Domingo com a participação dos presidentes haitiano, René Prèval, e da República Dominicana, Leonel Fernández, concluiu que serão necessários pelo menos US$ 10 bilhões para a reconstrução do país.



Eles acreditam que o Haiti precisará de um aporte de US$ 2 bilhões anuais por cinco anos.



No dia 25, em Montreal, será realizada uma conferência dos países amigos do Haiti. O objetivo do encontro é firmar um acordo internacional de ajuda ao país.



O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, que anunciou no domingo a realização do encontro aguarda a confirmação dos demais chanceleres para assegurar sua presença.



Entre 26 e 29 de janeiro, será realizada uma reunião de delegados e ministros da Defesa da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), em Manta, Equador.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...