Relações Exteriores

Ministro cobra maior participação da ONU no Haiti
30/06/2006
CS da ONU: Brasil tem o apoio do Reino Unido
30/06/2006

Missão diplomática do Brasil chega ao Timor Leste

Missão diplomática do Brasil chega ao Timor Leste

Nesta sexta-feira, chegou a Díli, capital do Timor Leste, missão diplomática brasileira com o objetivo de prestar solidariedade ao país diante da crise política e social que o atinge desde o final de abril, quando 600 ex-militares realizaram protestos violentos na capital que resultaram na morte de 30 pessoas.

Outras 133 mil tiveram de abandonar suas casas e se refugiaram nas sedes de organizações humanitárias e escolas.

Forças militares da Austrália, Portugal, Nova Zelândia e Malásia ajudam a estabilizar o país. O presidente Xanana Gusmão ameaçou renunciar se o então primeiro-ministro Mari Alkatiri não o fizesse Alkatiri renunciou no dia 26 de junho.

O Brasil também pode enviar tropas para uma missão coordenada pela ONU, mas ainda não há uma decisão a respeito. No dia 31 de maio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou carta ao colega Xanana Gusmão, de apoio ao governo e ao povo timorenses.

A missão diplomática enviáda à Díli é chefiada pelo Subsecretário de Política do Itamaraty, Embaixador Pedro Motta Pinto Coelho e conta com a participação do vice-presidente do Superior Tribunal Militar (STM) e de representantes dos ministérios da Educação e da Defesa, além do Diretor, designado, da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), Embaixador Luiz Henrique Pereira da Fonseca.

Segundo o Itamaraty, até o final da próxima semana, a missão manterá contatos com as principais autoridades governamentais e com representantes da Organização das Nações Unidas (ONU), além de coordenar-se com missão da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que deverá chegar a Díli nos próximos dias.

Ainda de acordo com o Itamaraty, “a missão reiterará a disposição do governo brasileiro de continuar colaborando para a construção de um Estado timorense soberano, próspero, estável e democrático”.

O Ministério das Relações Exteriores informou que o Brasil pretende dar seguimento ao amplo programa de cooperação que mantém no Timor Leste e que inclui as áreas educativa, judiciária e militar, entre outras.

O Brasil também oferece assistência no campo eleitoral, em apoio às primeiras eleições gerais que serão realizadas no país em abril de 2007.

“A missão deverá expressar, também, sua confiança em que os problemas atualmente enfrentados por aquele país sejam superados dentro do quadro institucional e democrático do Timor Leste”, informou a chancelaria brasileira em nota oficial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *