Brasília, 14 de novembro de 2018 - 05h52

Orçamento Defesa

04 de maro de 2014
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - O programa de modernização do AMX da Força Aérea Brasileira está atrasado e a FAB teme que outros programas também sejam atingidos. O segundo AMX modernizado para a versão A-1 pela Embraer Defesa e Segurança, em um contrato que inclui outras empresas como AEL, Mectron e Akaer foi entregue ao Esquadrão Adelphi no dia 21 de fevereiro, cinco meses depois do primeiro também destinado a esta unidade.



De acordo com a FAB, os prazos de entrega dependem diretamente da disponibilidade de recursos do ministério da Defesa, que no dia 23 de fevereiro sofreu um corte de cerca de 10% do seu orçamento, algo como R$ 3,5 bilhões.



Desta forma, a entrega de outras 43 unidades do AMX previstas para acontecer até 2017 seria atrasada em pelo menos sete anos.



O cenário é preocupante admitem oficiais da Defesa. Projetos como do novo blindado Guarani, o Sistema de Artilharia Astros 2020, o cargueiro KC-390 e a modernização dos A-4 aeronavais, poderão ser atingidos. No caso do Astros 2020, os cortes podem inclusive inviabilizar a Avibras, empresa que ainda está em recuperação financeira.



Por conta dos cortes, as discussões e polêmicas entre militares e civis que representam empresas do setor, aumentaram consideravelmente.



É que muitos reclamam da lista de 26 Empresas Estratégicas de Defesa, relação elaborada pelo ministério da Defesa e que inclui empresas como Embraer, Azute e Bradar, mas que teria deixado de fora outras como Embraer Segurança e Defesa, Helibras e AEL.



Um dos casos questionados diz respeito a carioca Condor que produz armamento não letal e não contaria com capacidade tecnológica para beneficiar-se das vantagens fiscais oferecidas às empresas consideradas estratégicas.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...