Mundo

Política
03/02/2017
Comércio Exterior
03/02/2017

Migração

Morales confia em Macri para aproximar Bolívia e Argentina

Brasília – O presidente Evo Morales, da Bolívia, afirmou nesta quinta-feira, 2, que confia em Mauricio Macri, para aproximar ainda mais o seu país da Argentina. Ele disse que acredita em um trabalho conjunto, mesmo com as restrições de corte migratório adotadas por Buenos Aires nesta semana e que La Paz classificou como discriminatórias.

“Tenho confiança no presidente Macri para trabalharmos juntos pelos nossos povos irmãos”, afirmou. A declaração foi feita horas depois que o presidente decidira enviar uma missão diplomática liderada pelo novo chanceler Fernando Huanacuni, para conhecer detalhes das novas regras impostas pela Argentina.

A comitiva boliviana deve seguir para Buenos Aires no início da próxima semana. Além de membros da chancelaria, também parlamentares participarão das reuniões e buscarão contato com a comunidade boliviana residente na Argentina.

Morales lembrou que “Bolívia e Argentina são países da Pátria Grande e não podem estar por trás das políticas do Norte, construindo muros para dividir”, em referência às políticas adotadas pelo presidente norte-americano Donald Trump, especialmente em relação ao México e aos países muçulmanos.

Os dois países mantém uma agenda bilateral densa e uma relação estratégica em temas energéticos. Atualmente, a Bolívia exporta cerca de 27 milhões de metros cúbicos diários de gás natural para a Argentina. Entre 1971 e 1998, foram exportados US$ 4 bilhões em gás.

Desde os anos 1940, a Argentina abriga a maior comunidade boliviana no exterior. Nesta semana, Mauricio Macri firmou um decreto que formaliza mudanças na Lei de Migrações, norma que, entre suas particularidades, diminui os prazos para definir a expulsão de um extrangeiro com antecedentes penais.

Residentes bolivianos, paraguaios e uruguaios, em conjunto com movimentos sociais argentinos, realizaram um protesto na última quarta-feira, 1º, contrários a essa política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *