Mundo

Política
17/02/2016
Cooperação Militar
17/02/2016

Economia

Nicolás Maduro demite ministro de Economia com apenas 40 dias no cargo

Brasília – Em situação de “emergência econômica”, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, demitiu nesta segunda-feira, 15, o ministro da Economia, Luis Salas que estava no cargo há apenas 40 dias. O novo ministro, Miguel Pérez Abad, assumiu nesta terça-feira, 16. Ele ocupava o cargo de ministro de Indústria e Comércio. De acordo com Maduro, Salas continuará no governo atuando na área econômica.

Luis Salas esteve em Brasília no início do mês acompanhando a chanceler Delcy Rodríguez. Na oportunidade, a Venezuela pediu a ajuda do Brasil para a aquisição de alimentos e medicamentos. O governo venezuelano informou que Salas estava coordenando uma série de projetos para aumentar a produção de bens de consumo no momento em que o país atravessa uma das piores crises de desabastecimento e inflação galopante.

No dia 6 de janeiro, Maduro designou 18 novos ministros como forma de reestruturar o governo. Na oportunidade, o presidente destacou que Luis Salas era um sociólogo graduado pela Universidade Central da Venezuela, “com capacidade para trabalhar em grupo e que estudou com profundidade os fenômenos do rentismo e o seu esgotamento, assim como os fenômenos da guerra econômica”.

Por outro lado, Miguel Pérez Abad também tinha apenas 40 dias como ministro de Indústria e Comércio. Empresário, ele presidiu a Federação de Indústrias Pequenas, Médias e de Artesanato. A principal missão do novo ministro da Economia é pôr em marcha o decreto de emergência econômica, rejeitado pela Assembleia Nacional de maioria oposicionista, mas avalizado pelo Superior Tribunal de Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *