Para imprimir é necessário habilitar o pop-up Enviar a notícia por e-mail
Aumenta a fonte 
Aumenta a fonte 
Mundo
Argentina e Chile querem acelerar aproximação entre MERCOSUL e AP
14/02/2017 - 14h56

Brasília - Neste final de semana, os presidentes da Argentina, Mauricio Macri, e do Chile, Michele Bachelet, se reuniram em Colina, na cerimônia que marcou o bicentenário da Batalha de Chacabuco, e aproveitaram para marcar para o mês de abril, uma reunião de chanceleres e ministros de Comércio do MERCOSUL e da Aliança do Pacífico, para aproximar ainda mais os dois blocos.

Os dois presidentes também concordaram em relançar as relações bilaterais e renovar o impulso comercial aproveitando o chamado “efeito Trump” cujo viés protecionista pode representar uma excelente oportunidade para o comércio regional e extrarregional.

Macri e Bachelet acreditam que o momento é de se avançar nas negociações comerciais, e contam com o apoio e respaldo do Brasil, Colômbia, Peru, Uruguai e Paraguai. Acreditam ainda que o México, parceiro na Aliança do Pacífico, também se somará aos esforços dos dois blocos por maior intercâmbio comercial e cooperação.