Brasília, 18 de novembro de 2018 - 11h26

Estado Maior Conjunto

12 de dezembro de 2015
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília – O novo chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), Almirante Ademir Sobrinho, assumiu o cargo na última terça-feira, 8, no lugar do general José Carlos De Nardi, que permaneceu no posto por cinco anos. Ele já deixou claro que o foco do EMCFA serão as ações de Defesa para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do próximo ano. O almirante destacou que o planejamento para o enfrentamento ao Terrorismo e Contraterrorismo já foi finalizado, e que os treinamentos conjuntos seguem para que a atuação das Forças esteja coordenada nos eventos.



Na cerimônia de posse, o ministro da Defesa, Aldo Rebelo destacou a sua “capacidade profissional, por seus atributos de brilhantismo ao desempenhar tarefas como a chefia do Departamento de Armamento da Fragata Independência, o comando do Navio-Patrulha Fluvial Rondônia, a adidância naval na Itália e o comando da Flotilha do Amazonas”.



Rebelo ainda destacou os desafios que o Almirante Ademir terá que enfrentar com as atualizações da Política Nacional de Defesa (PND), da Estratégia Nacional de Defesa (END) e do Livro Branco de Defesa (LBD), além dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016.



Em seu discurso de despedida, De Nardi destacou que chefiar o EMCFA foi o maior desafio de sua carreira e que sentia alegria ao lembrar que tudo começou com apenas três militares, e que atualmente, o órgão conta com um quadro de mais de 500 militares, entre os quais, 18 oficiais-generais. "Passamos, ainda, em processo de consolidação, pela Rio+20, Copa das Confederações, Jornada Mundial da Juventude, Copa do Mundo, operações Ágata, e tantas outras atividades não só no nosso país, como também, em várias participações no exterior”, disse.



Agenda



O novo chefe do EMCFA também destacou as prioridades que terá pela frente na condução do Estado Maior Conjunto. “O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas é um dos programas em andamento que deve aumentar a capacidade de comunicação para Forças”, afirmou. O projeto tem o objetivo de trazer tecnologias espaciais críticas, por meio de programas de transferência e de absorção de tecnologia, além de possibilitar cobertura de internet para 100% do território nacional.



Outro programa que o almirante classifica de grande relevância é o H-XBR, que contempla a aquisição de 50 helicópteros de transporte EC-725 para a Marinha, o Exército e a Aeronáutica. O projeto é pioneiro na modalidade de aquisição conjunta das Forças, e as aeronaves estarão preparadas para realizar missões de transporte tático, tropas, cargas, reabastecimento em voo, busca e salvamento, combate e esclarecimento e proteção de superfície marítima.



Em relação à coordenação de exercícios e operações que envolvem a participação das três Forças Armadas, sob a responsabilidade do EMCFA, o Almirante assegurou que, a partir delas, são testadas as variantes e pode-se observar os níveis táticos de interoperabilidade entre as Forças, que é atuação conjunta da Marinha, do Exército e da Aeronáutica.



“Essas operações são importantes porque nos mostram quais deficiências precisam ser corrigidas, como a aquisição de novos equipamentos e outras mudanças estratégicas”, explicou.



No entanto, ele reconheceu que a atual conjuntura econômica do país deverá impactar diretamente na realização destes exercícios, que devem ser reduzidos significativamente em 2016.


Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...