Relações Exteriores
01/04/2005
América do Sul
01/04/2005

Sensoriamento Remoto

Novo sistema de monitoramento da Amazônia será apresentado em Goiânia

Há seis meses, foi implementado o Programa de Detecção de Desmatamento em Tempo Real [DETER]. Os primeiros resultados desse novo sistema de monitoramento da Amazônia, serão apresentados durante o XII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, que acontece em Goiânia [GO], de 16 a 21 de abril.

O Programa DETER foi desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais [INPE], com o apoio do Ministério do Meio Ambiente e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis [IBAMA].

Desde fevereiro, o programa pode ser acessado através da Internet, permitindo que o internauta conheça dados como o local e a área de desmatamento na Amazônia, classificados por período observado e faixa de área [maior que 25 hectares até mais de 5 mil hectares]. A meta para este ano é liberar os dados até três vezes por mês.

Não é objetivo do programa, calcular a extensão das áreas desmatadas. Essa função é exercida pelo Projeto PRODES, que divulga todos os anos, as taxas de desmatamento da Amazônia Legal através do monitoramento por satélite.

O DETER foi desenvolvido para fornecer rapidamente aos órgãos de controle ambiental informações periódicas sobre eventos de desmatamento, para que o governo possa tomar medidas de contenção.
Durante o XII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, mais de mil pesquisadores e técnicos na área estarão reunidos.

Além do INPE, o evento é organizado também pela Sociedade de Especialistas Latinoamericanos em Sensoriamento Remoto. Na oportunidade, serão apresentados trabalhos de dez países da Europa, Oceania e das Américas.

Durante o Simpósio, serão apresentados resultados de pesquisas e estudos sobre a aplicação do Sensoriamento Remoto, na Agricultura, Geologia, Oceanografia, Educação, Cartografia, Gestão Territorial, Radiometria, Processamento de Imagens e o Monitoramento Ambiental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *