Defesa
06/10/2010
Rússia quer modernizar Forças Armadas da Bolívia
06/10/2010

OEA admite golpes de Estado na região

OEA admite golpes de Estado na região

O Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, afirmou que a América Latina deve estar alerta para que situações como a que vivenciou recentemente o Equador, não se repitam.

Segundo ele, a região imaginava que golpe de Estado em Honduras em junho de 2009, havia sido um fenômeno isolado, mas o levante no Equador mostrou que o risco de novos golpes não pode ser descartado.

“No nosso continente ainda existe gente que apesar de ser minoria, está disposta a atuar e aproveitar qualquer conjuntura para provocar desestabilização”, afirmou Isulza.

De acordo com ele, o que ocorreu no Equador na semana passada foi uma tentativa de golpe de Estado.

“A intenção de outros que estavam nesta crise e que não foram vistos na primeira fila era a de levar a insurreição até a desestabilização do governo”, assegurou.

Na sua opinião, o golpe de Estado não foi consumado graças a falta de apoio popular.

José Miguel Insulza cobrou a responsabilização dos golpistas e afirmou que gravações comprovam a intenção de se matar o presidente Rafael Correa.

“A democracia no Equador é sólida e resistiu a um ataque importante. O país certamente foi prejudicado pelo que aconteceu, mas há liderança suficiente para seguir adiante”, destacou.

Para o Secretário-Geral da OEA, a região precisa entender que há um forte risco de golpes e que apenas um esforço de todos em defesa do diálogo é capaz de neutralizar as ações desestabilizadoras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *