Brasília, 11 de dezembro de 2018 - 21h43

Política

16 de maro de 2017
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - O Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, ameaçou aplicar a Carta Democrática Interamericana e suspender a Venezuela do organismo, ao afirmar que o país vive uma “ruptura total” da ordem. Ele também cobrou a realização de eleições gerais como forma de pôr fim às crises política, econômica e humanitária.



Como resposta, Almagro foi chamado de “lixo humano” pelo presidente Nicolás Maduro que deixou clara sua posição: “ninguém ameaça a Venezuela”. Para o Secretário-Geral da OEA, o regime chavista de Maduro “viola todos os artigos da Carta Democrática Interamericana”.



Em seu informe divulgado nesta terça-feira, 14, ele afirmou que “os fatos não deixam dúvidas. Na Venezuela há uma ruptura total da ordem democrática e a única saída é permitir que o povo possa decidir o seu destino, porque o diálogo entre o governo e a oposição fracassou”.



Almagro reiterou ainda que “não podemos permitir que a premissa do diálogo siga sendo utilizada como cortina de fumaça para perpetuar e legitimar o poder autoritário em que se converteu o regime na Venezuela”, explicou.



Em maio de 2016, Luis Almagro invocou o artigo 20 da Carta Democrática da OEA, que faculta ao Secretário-Geral convocar o Conselho Permanente quando em um Estado haja uma alteração da ordem constitucional.



Na época, ele não conseguiu o consenso interno do organismo para ativar a Carta Democrática que resultaria na suspensão da Venezuela. A maioria dos países preferiu apostar no diálogo entre governo e oposição que até hoje não produziu resultados.



O diálogo foi apoiado pela UNASUL sob o comando de Ernesto Samper que deixou o cargo de Secretário-Geral da entidade em janeiro. O Vaticano também contribuiu, mas diante das dificuldades, retirou-se do processo. Para a oposição, Nicolás Maduro tenta apenas ganhar tempo uma vez que não teria condições de se manter no poder em caso de eleições diretas.


Assuntos estratégicos

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...