Brasília, 19 de outubro de 2018 - 00h52

OEA debaterá risco de golpe de Estado no Equador

05 de outubro de 2010
por: InfoRel

A Organização dos Estados Americanos (OEA), realizará nesta quarta-feira, 6, sessão extraordinária onde o Secretário-Geral da entidade, José Miguel Insulza, apresentará um relatório sobre a crise no Equador.



Na última sexta-feira, Insulza reuniu-se em Quito com o presidente Rafael Correa a quem garantiu o apoio irrestrito da OEA à institucionalidade do Equador.



Ao contrário do que ocorreu no ano passado com Honduras, a OEA reagiu imediatamente à possibilidade de um golpe de Estado no Equador e no dia 30 de setembro, reuniu seu Conselho Permanente para exigir o respeito ao Estado Democrático de Direito no país.



O mesmo fizeram o Mercosul e a UNASUL, além dos governos da Argentina, Bolívia, Brasil, Cuba, Chile e Venezuela.



De acordo com a oposição equatoriana, Correa é o responsável pela radicalização do movimento de policiais e militares das Forças Armadas, descontentes com uma reforma que pretende pôr fim a diversos benefícios.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...