Agenda

Países da ALBA se retiram do Tratado Interamerican
06/06/2012
Grécia – França
26/06/2012

OEA perde influência e latino-americanos apostam n

OEA perde influência e latino-americanos apostam na CELAC

Brasília – A Organização dos Estados Americanos (OEA) definitivamente caiu em desgraça na região que aposta no fortalecimento da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), como instrumento de consertação política e integração regional.

E isso pôde ser constatado na 42ª Assembléia-Geral da OEA realizada em Cochabamba, Bolívia.

Apenas 18 dos 34 ministros de Relações Exteriores compareceram: Canadá, México, Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Venezuela, Belize, Costa Rica, Guatemala, Haiti, Jamaica, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas e Bolívia.

Brasil, Uruguai, El Salvador, República Dominicana, Estados Unidos, Panamá e Honduras, enviaram vice-ministros. Barbados, Dominica, Nicarágua, Saint Kitts e Nevis, Trinidad e Tobago, Bahamas e Granada, mandaram representantes de segundo escalão. Antigua e Barbuda não mandou ninguém.

Anfitrião do evento, o presidente da Bolívia, Evo Morales, foi contundente ao afirmar que a CELAC é a alternativa à OEA. No entanto, disse que não quer a morte da organização sediada em Washington.

Segundo ele, “a prepotência do governo dos Estados Unidos contaminou as funções do organismo continental tentando manipular os países da região”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *