Mundo

Comércio Exterior
16/06/2016
Política
16/06/2016

Economia

ONU alerta que 30 milhões de latino-americanos podem voltar à pobreza

Brasília – Entre 25 e 30 milhões de pessoas na América Latina podem regressar à pobreza empurradas pela desaceleração econômica e a ausência de uma rede de políticas públicas consistentes, alerta um informe divulgado nesta terça-feira, 14, no Panamá pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O informe “Progresso Multidimensional: bem estar além do ingresso”, assinala que as políticas públicas de uma década, baseadas na educação e na criação de emprego e que contribuíram para a redução da pobreza, ainda que sem eliminar as desigualdades sociais, são insuficientes hoje em dia, porque o mercado de trabalho está saturado e os países atingiram o teto fiscal.

Além disso, essas políticas não conseguiram gerar resiliência em 2 de cada 5 latino-americanos (40% da população total), que hoje em dia são vulneráveis a qualquer situação adversa como uma recessão econômica, um desastre natural ou um problema de saúde.

“Corremos o risco de retroceder em relação aos avanços sociais alcançados nos últimos dez anos”, afirmou a diretora do PNUD para a América Latina e o Caribe, Jessica Faieta. Entre 2003 e 2013, afirmou Faeita, “a pirâmide social, trabalhista e econômica da região se transformou com a saída de 72 milhões de latino-americanos da pobreza e a entrada de 94 milhões de pessoas nas classes média”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *