Paraguai quer observadores da OEA e da UE nas elei
20/08/2012
Brasil fortalece cooperação humanitária e doa comi
20/08/2012

ONU preocupada com ‘zona de fogo’ declarada por Is

ONU preocupada com ‘zona de fogo’ declarada por Israel em território palestino

Brasília – O Coordenador Humanitário das Nações Unidas para o território palestino ocupado, Maxwell Gaylard, expressou na última quinta-feira, 16, preocupação com os mais de mil palestinos que foram forçados a deixar suas casas na região das colinas do sul de Hebron depois de as autoridades israelenses designarem a área como zona de fogo de treinamento militar, informou a ONU.

“Essas já são algumas das famílias mais vulneráveis na Cisjordânia – forçosamente deslocá-las de suas casas e terras traria um sério impacto imediato, assim como de longo prazo, sobre o bem-estar emocional, socioeconômico e físico”, avaliou Gaylard.

De acordo com a ONU, aproximadamente 18% da Cisjordânia foi designada pelas autoridades israelenses como “zona de fogo”. A maioria dessas áreas está sob pleno controle de Israel nas questões de segurança e planejamento.

A Coordenação Humanitária das Nações Unidas assegura que cerca de cinco mil palestinos, a maioria de beduínos e pastores, vivem em locais assim designados e muitos enfrentam sérias restrições de circulação, acesso a serviços básicos e ainda estão sujeito à violência e à perseguição por parte dos soldados.

Segundo Maxwell Gaylard, “a comunidade humanitária reitera seu apelo ao governo de Israel para interromper imediatamente as demolições de casas e propriedades palestinas e para estabelecer um zoneamento justo e equitativo e um sistema de planejamento”.

“Israel, como poder de ocupação, tem uma obrigação sob o direito internacional de proteger os civis palestinos e de administrar o território de uma forma que garanta o bem-estar e as necessidades básicas [desse povo]”, lembrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *