Defesa

Brasil e Suécia discutem expansão da parceria em i
23/11/2012
Defesa
26/11/2012

Operação Atlântico III é realizada nas regiões Sul

Operação Atlântico III é realizada nas regiões Sul e Sudeste

Brasília – Teve início na última segunda-feira, 19, nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, a terceira edição da Operação Atlântico, um exercício militar onde unidades de defesa estratégicas, como portos, refinarias, usinas hidrelétricas e nucleares, estarão ocupadas pelas Forças Amadas.

De acordo com o ministério da Defesa, a operação mobiliza os militares de forma conjunta com o objetivo de realizar exercícios numa área dentro da chamada “Amazônia Azul” – espaço marítimo de 3,5 milhões de km² e que abriga reservas de petróleo e gás da chamada área do pré-sal.

Segundo o Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), órgão do ministério da Defesa que coordena a operação, o objetivo é o adestramento das tropas da Marinha, do Exército e da Força Aérea.

Ainda de acordo com o EMCFA, a operação terá foco também nas linhas de comunicação marítima das regiões Sul e Sudeste e contará com a participação de 10 mil militares das três Forças. No exercício estão previstas ainda ações cívico-sociais (Acisos) com atendimento médico-hospitalar e odontológico para populações carentes.

O chefe do EMCFA, general José Carlos De Nardi, explicou que “esse é o último exercício de adestramento deste ano. Uma das finalidades é colocar em prática a interoperabilidade das tropas”.

A operação tem em seu planejamento o controle de área e tráfego marítimo; missões de interceptação; defesa de costa; patrulha marítima; transporte aéreo logístico; defesa antiaérea; e coordenação e controle do espaço aéreo.

A Operação Atlântico III contará com dois navios escolta, dois navios de apoio, dois submarinos, três navios-patrulha e seis helicópteros da Marinha. O Exército participará com 96 viaturas leves, 101 viaturas de transporte, nove viaturas blindadas e nove ambulâncias. A Força Aérea colocará à disposição quatro aeronaves de ataque, cinco de patrulha, cinco de transporte e um helicóptero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *