Brasília, 18 de novembro de 2018 - 13h31

Os Estados Unidos e as guerras

04 de julho de 2011
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Até 2023, o orçamento da Defesa dos Estados Unidos perderá cerca de US$ 400 bilhões.



Isso exigirá que o novo Secretário de Defesa, Leon Panetta, identifique onde e como cortar programas no Pentágono.



No entanto, enganam-se os que pensam que os Estados Unidos abriram mão de sua força e poder no mundo.



No Afeganistão, os cortes atingirão primeiro aqueles que não combatem.



Soldados serão retirados do front apenas se os militares entenderem que isso é mesmo necessário.



O presidente Barack Obama determinou a retirada de dez mil soldados ainda neste ano e 33 mil até o final de 2012.



Como os Estados Unidos inchou o contingente no Afeganistão, a retirada de tropas é até aceita pelos “falcões”.



São eles os que de fato decidem e não o presidente.



O poderio militar norte-americano em todo o planeta continuará sendo sentido pese a grave crise econômica enfrentada pelo país.



As guerras consomem recursos suficientes para alimentar meio mundo e justamente por isso, não terminarão só porque Barack Obama busca um segundo mandato.



Estive na sessão que por unanimidade aprovou o nome de Panetta para o lugar de Robert Gates. Republicanos e Democratas foram claros ao exigir do novo Secretário de Defesa, a manutenção do status quo norte-americano.



Panetta afirmou que os soldados norte-americanos continuarão sendo os melhores e mais bem preparados do mundo.



O recado está dado: antes de tudo, os interesses dos Estados Unidos.



Marcelo Rech é jornalista, editor do InfoRel e especialista em Relações Internacionais e Estratégias e Políticas de Defesa e Terrorismo e Contra-insurgência. E-mail: inforel@inforel.org

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...