Opinião

Política
24/12/2013
Integração
17/01/2014

Os jogos de inverno de Sóchi e a geopolítica

Os jogos de inverno de Sóchi e a geopolítica

Marcelo Rech

Apesar das declarações recentes de alguns líderes políticos de boicotar os Jogos Olímpicos de Sóchi, com o argumento de que há violações de direitos humanos na Rússia, bem como tentativas de organizações terroristas de evitar a realização do evento, no dia 7 de fevereiro serão abertos os XXII Jogos de Inverno, um desafio político para o governo russo em todos os sentidos.

É a segunda vez na história, que a Rússia sedia um evento de proporções globais. Antes disso, apenas Moscou em 1980 recebeu os XXII Jogos Olímpicos. É a primeira vez que acolhe os Jogos de Inverno.

A escolha de Sóchi representa uma vitória para a Rússia. Sete cidades lutaram para receber os jogos: Almaty (Cazaquistão), Bonjormi (Geórgia), Jaca (Espanha), Pyeongchang (Coreia do Sul), Salzburgo (Áustria) e Sófia (Bulgária). Em 2006, o Comitê Olímpico Internacional escolheu como candidatas oficiais as veteranas em candidaturas olímpicas Salzburgo e Pyeongchang e a novata Sóchi.

O resultado final foi anunciado em 4 de julho de 2007 pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), na Cidade da Guatemala.

Sóchi será a primeira cidade subtropical a sediar os Jogos de Inverno, sendo conhecida como destino de verão por causa do seu clima moderado. O evento inaugura uma nova etapa na história do esporte na Rússia e revela ao mundo uma cidade já conhecida como “Pérola do Mar Negro”.

Em dezembro, dois atentados na cidade de Volgograd mataram 30 pessoas. Os responsáveis, radicais islamistas chechenos, querem mesmo é evitar a realização dos Jogos. Para o evento, serão mobilizados 40 mil policiais e o acesso à cidade de carro está proibido para não residentes desde 7 de janeiro. Além disso, drones devem vigiar a cidade 24 horas por dia.

A Rússia não medirá esforços para garantir não apenas a realização dos Jogos como a segurança dos atletas, espectadores e visitantes em geral. Em jogo, mais que medalhas, está a imagem do país e o seu futuro como protagonista na cena internacional.

O Brasil tem cinco atletas classificados para os Jogos e ainda tenta vagas no biatlo e esqui aéreo (esportes na neve), e no bobsled masculino e feminino (gelo). O período de classificação se encerra no dia 19 de janeiro.

Em 2010, na última edição dos Jogos de Inverno, em Vancouver, o Brasil mandou cinco atletas que disputaram as provas de esqui alpino, esqui cross country e snowboard. A maior delegação brasileira em Jogos de Inverno foi em Salt Lake 2002, com dez atletas e a primeira participação do país no evento foi em Albertville, em 1992.

Além disso, o Brasil enviará observadores para conhecer a estratégia russa de segurança. Há cerca de cinco meses da Copa do Mundo de futebol, há muito ainda a ser feito para oferecer aos participantes a tranquilidade necessária para que estejam focados apenas nas partidas.

Para receber os jogos, Sóchi terá onze novas instalações esportivas de última geração. O evento será realizado na estação de esqui Krasnaya Polyana, localizada 600 metros acima do nível do mar, distante 39 km do centro da cidade.

Ali serão realizados os eventos ao ar livre como esqui alpino e trenó. Também foram construídos para o bobsled a faixa “Campo de Centeio”, o complexo de esqui “Rose Farm” e a Vila Olímpica da montanha.

No Parque Olímpico de Sóchi, na costa do Mar Negro, estarão as estruturas para o hóquei, patinação artística, curling e outros esportes que exigem áreas cobertas. O local conta com Vila Olímpica, Estádio com capacidade para 40 mil espectadores, Arena de Gelo, Palácio de Gelo para as competições de patinação de velocidade em pista curta e patinação artística, com capacidade para 12 mil espectadores, Centro de Patinação para 8 mil pessoas, e Arena de Curling.

Os jogos vão durar 17 dias e estarão em disputa 92 conjuntos de medalhas. Serão disputadas provas de Biatlo, Bobsled, Combinado nórdico, Curling, Esqui alpino, Esqui cross-country, Esqui estilo livre, Hóquei no gelo, Luge, Patinação artística, Patinação de velocidade, Patinação de velocidade em pista curta, Salto de esqui, Skeleton, Snowboard.

Aproximadamente 85 países e 2.800 atletas devem participar dos Jogos Olímpicos de Inverno. Os Jogos Paralímpicos estão sendo geridos pelo mesmo comitê organizador (SOGOC) e acontecem em seguida.

Marcelo Rech é jornalista, especialista em Relações Internacionais, Estratégias e Políticas de Defesa, Terrorismo e Contrainsurgência, Direitos Humanos nos Conflitos Armados, e diretor do Instituto InfoRel de Relações Internacionais e Defesa. E-mail: inforel@inforel.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *