Brasília, 23 de outubro de 2018 - 05h42

Segurança Pública

22 de novembro de 2015
por: InfoRel

Brasília – Em 90 dias, os países das américas, que integram a Organização dos Estados Americanos (OEA), terão acesso a uma rede de dados confiáveis sobre a delinquência na região. Esta foi a principal decisão adotada na 5ª Reunião de Ministros de Justiça, Interior e Segurança Pública das Américas (Mispa), realizada em Lima nos dias 19 e 20.



Na oportunidade, também foram examinados os mecanismos de cooperação que lhes permitam melhorar os níveis de segurança cidadã. Participaram representantes de 27 países das américas. A Mispa é uma instância criada pela OEA.



Paulina Duarte, diretora do Departamento de Segurança Pública e Secretária interina de Segurança Multidimensional da OEA, afirmou que a mencionada rede funcionará como uma base de dados com informação confiável para que os países possam desenhar e implementar suas estratégias contra a delinquência.



Segundo ela, todos os países que integram a OEA terão acesso à essa base de dados que estará sob responsabilidade da Secretaria-Geral da organização. Paulina Duarte acredita que os principais desafios da região estão na prevenção e combate ao crime organizado em cenários mais sofisticados e complexos. “Por isso é importante dar aos países dados estatísticos confiáveis e comparáveis para o desenho e implementação de políticas públicas”, concluiu.



Durante o evento também ficou acertado que os países das américas irão coordenar uma série de ações conjuntas contra o crime organizado transnacional, a partir da revisão de mecanismos bilaterais e ações junto aos organismos multilaterais, como a Interpol.



A principal preocupação reside na identiticação de novas ameaças e as novas formas de manifestação do crime organizado. De acordo com o Secretário-Geral da OEA, Luís Almagro, a região concentra 15 das cidades mais violentas do mundo, razão pela qual, os países precisam trabalhar em conjunto em matéria de prevenção e em políticas de mitigação deste fenômeno.



O encontro centriu-se em oito grandes temas: Rede Interamericana de Prevenção da Violência e o Delito; Prevenção e Redução de Homicídios; Programas Sociais para diminuir delitos e Articulação entre autoridades em nível local, estatal, nacional e transnacional. “O tema da Segurança é um dos quatro pilares da visão estratégica da OEA”, afirmou Almagro.



Anteriormente, os ministros responsáveis da segurança pública se reuniram no México em 2008; em Santo Domingo (República Dominicana), em 2009; em Porto Espanha (Trinidade e Tobago), em 2011, e em Medellín (Colômbia), em 2013.


Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...