Narcotráfico
20/12/2012
O Legado do Coronel
21/03/2013

Países prometem US$ 550 milhões para refugiados em

Países prometem US$ 550 milhões para refugiados em 2013

Brasília – O ACNUR, agência das Nações Unidas para os Refugiados, anunciou nesta quarta-feira, 19, que receberá US$ 550 milhões dos países doadores para suas ações em 2013. Outros US$ 169 milhões já teriam sido prometidos para 2014.

De acordo com o ACNUR, houve aumento das crises humanitárias no Oriente Médio, no Norte da África e na África Subsaariana.

O total prometido pelos países doadores representa somente uma parte das necessidades orçamentárias do ACNUR para 2013, estimadas em US$ 3,92 bilhões. No entanto, o valor anunciado indica a quantidade de recursos que o Alto Comissariado contará para começar seus trabalhos em 2013.

O ACNUR informou que os recursos serão usados para ajuda a milhões de deslocados forçados e apátridas em todo o mundo. O Alto Comissário da ONU para Refugiados, António Guterres, explicou que “novas crises humanitárias surgidas nos últimos meses têm criado centenas de milhares de novos refugiados e deslocados internos”.

Desde 2010, o Brasil tem aumentado de maneira significativa suas contribuições às operações humanitárias do ACNUR ao redor do mundo. Naquele ano, o país doou US$ 3,5 milhões. Em 2011, as contribuições chegaram a US$ 3,7 milhões.

Em 2012, o total doado foi de US$ 4 milhões. O Brasil já é o principal país doador na região da América Latina e do Caribe. Em nível global ocupa a 31ª posição entre os doadores, considerado o total doado em relação ao PIB.

Nos últimos 18 meses têm ocorrido um aumento simultâneo de novas crises de deslocados, incluindo as regiões da Síria, Mali, Sudão do Sul e leste da República Democrática do Congo.

Ao mesmo tempo, novas demandas chegam ao ACNUR – como a necessidade de apoiar o retorno de deslocados ao sul do Iêmen – ao mesmo tempo em que permanece a prolongada situação de deslocados no Afeganistão e na Somália.

A agência destacou ainda que o seu orçamento anual tem como base uma avaliação cuidadosa que tenta identificar e prever as necessidades das pessoas assistidas pelo ACNUR. Como em anos passados, o programa global de refugiados segue sendo o maior componente das suas necessidades orçamentárias: cerca de US$ 3,07 bilhões de um total de US$ 3,92 bilhões (ou 78%), sendo que quase a metade é destinada a países da África.

Das 42,5 milhões de pessoas que se encontravam fora de suas comunidades de origem ao final de 2011 devido a guerras, conflitos e perseguições, cerca de 26 milhões estavam recebendo proteção e assistência do ACNUR.

Além destas populações, se estima em 12 milhões o número de pessoas apátridas no mundo – outra população sob o mandato do ACNUR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *