Brasília, 20 de outubro de 2018 - 21h47

Para Lula, sanções ao Irã enfraquecem a ONU

09 de junho de 2010
por: InfoRel

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que a decisão de impor novas sanções ao Irã pelo Conselho de Segurança, enfraquece a Organização das Nações Unidas (ONU).



A decisão serviu para que Lula voltasse a defender uma reforma da Organização com a ampliação do seu colegiado mais importante com o ingresso de países latino-americanos, asiáticos e africanos.



Ele criticou os cinco membros permanentes, os únicos com poder de veto que, segundo o presidente, atuam como se fossem “donos” do Conselho de Segurança.



Lula explicou que há 17 anos os integrantes do Conselho se dizem favoráveis à reforma do organismo, que nunca sai.



De acordo com Lula, Brasil e Turquia votaram contra as sanções justamente porque seus líderes avalizaram um acordo que poderia colocar um ponto final na crise.



“Eu, sinceramente, espero que o Ahmadinejad permaneça tranqüilo”, destacou.



O chanceler Celso Amorim reafirmou que o Brasil continua defendendo uma saída negociada para a crise.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...