Mundo

Integração Energética
19/01/2017
Defesa Nacional
20/01/2017

Política

Paraguai defende eficiência e transparência para a América Latina

Brasília – O presidente do Paraguai, Horacio Cartes, afirmou nesta quarta-feira, 18, no Fórum Econômico de Davos, que a América Latina deve seguir os caminhos da eficiência e transparência se quiser recuperar-se da crise econômica. Ele participou de um painel que discutiu como dar forma ao futuro da América Latina, do qual participaram ainda o Secretário-Geral da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), Ángel Gurria e a titular da Secretaria-Geral Ibero-americana (SEGIB), Rebeca Grynspan.

Cartes explicou ainda que o Paraguai está fazendo o dever de casa ao registrar crescimento em um contexto regional recessivo. De acordo com o presidente paraguaio, o país cuidou bem dos seus gastos.

Ele também destacou o papel que tem a lei de transparência implementada pelo governo e que “aproxima a sociedade dos governantes”. “Sempre dizemos que as pessoas estão divorciadas do governo, mas eu posso sentir que no Paraguai e fora do país que isso nos uniu mais. Hoje no Paraguai todo mundo pode saber quanto ganha cada funcionário público”, explicou.

Sobre o crescimento econômico sustentável do Paraguai, destacou que “não há milagres. A palavra mais importante para a região deveria ser eficiência, que implica igualmente na capacitação da população. Por quê estamos crescendo? Porque mantemos e tratamos de ser mais eficientes todos os dias”, disse.

Narcotráfico

Na avaliação de Horacio Cartes, os países da região precisam atuar de forma conjunta para combater o narcotráfico. Ele lembrou as palavras do presidente do Panamá para quem na América Central há mais mortes provocadas pelo narcotráfico que em todas as guerras atuais.

“Há um erro e temos que assumi-lo e sermos honestos. O narcotráfico é um crime transnacional e não estamos assumindo trasnacionalmente isso. Cada país está fazendo o seu esforço, mas temos que falar entre países e atuar de forma conjunta”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *