Brasília, 17 de agosto de 2019 - 15h30
Paraguai define equipe que irá renegociar acordo de energia com o Brasil

Paraguai define equipe que irá renegociar acordo de energia com o Brasil

07 de agosto de 2019 - 09:49:36
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – Nesta terça-feira, 6, autoridades da Administração Nacional de Eletricidade (ANDE) e de Itaipu deram início à conformação da equipe técnica que irá trabalhar na construção de uma posição única do Paraguai a ser renegociada com o Brasil para a venda de energia excedente. O grupo será liderado pelo diretor-geral paraguaio de Itaipu, Ernst Bergen, o gerente técnico da ANDE, Fabián Cáceres, e o diretor técnico Luis Gilberto Valdez.

“Concordamos em iniciar um trabalho conjunto de imediato. A partir de hoje já começamos as reuniões permanentes para estudar e avaliar as diversas propostas porque vamos ter que, possivelmente com brevidade, reunir-nos com nossos pares da margem esquerda e da Eletrobras”, explicou Fabián Cáceres.

Ele assinalou que, seguindo instruções do governo paraguaio, a ANDE e Itaipu irão trabalhar de forma conjunta para buscar uma posição do Paraguai, sólida e aprofundada para tratarem com os técnicos brasileiros. “Recebemos orientações do diretor-geral Ernst Bergen, no sentido de que este é um momento muito importante para o país e que como paraguaios devemos defender os interesses do nosso país”, indicou Cáceres.

“A única grande estratégia é que estejamos juntos para rapidamente logremos acordar os valores de potência a ser contratados pela ANDE e a Eletrobras, como forma de chegarmos a um acordo final”, afirmou. Ele assegurou que o grupo irá pôr na mesa os valores que a estatal paraguaia considera apropriados, de acordo com o crescimento do consumo elétrico e os custos estimados.

“Queremos conseguir a máxima vantagem do conflito que se criou. Creio que há muitas lições para aprender e vamos revisar tudo o que foi planteado. Vamos revisar nossas posições, revisar quais são os pontos que poderemos atender e também tudo aquilo que poderemos solicitar”, destacou Fabián Cáceres. Ele reconheceu que a Eletrobras terá de flexibilizar suas posições para que os dois países alcancem um bom acordo.

Recursos

A Direção Financeira de Itaipu Binacional informou que vem honrando todos os compromissos financeiros de 2019, tanto com o Paraguai como com o Brasil, seus provedores e contratados. Entre janeiro e julho, a Binacional transferiu para o Paraguai um total de US$ 327,4 milhões.

Ao Tesouro paraguaio foram abonados US$ 284,3 milhões, dos quais US$ 150,3 milhões a título de royalties e US$ 177,1 milhões para a compensação por cessão de energia. Para provedores e contratados, foram desembolsados US$ 55 milhões. Por fim, se honrou um total de US$ 1.2 bilhão do serviço da dívida.