Brasília, 14 de novembro de 2018 - 05h53

Hidrovia

17 de julho de 2015
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília – O ministro de Relações Exteriores do Paraguai, Eladio Loizaga, esteve reunido nesta quinta-feira, 16, com o chanceler brasileiro Mauro Vieira, com quem discutiu temas da agenda bilateral antes das reuniões do Mercosul. Segundo ele, a conectividade que o seu país está impulsionando com o Brasil permitirá que o Paraguai tenha um maior acesso aos portos brasileiros no Oceano Atlântico.



Segundo ele, “no que diz respeito aos temas bilaterais, o tema da conectividade do Paraguai com o Brasil, tendo em conta que somos um país mediterrâneo, é fundamental. Por isso, estamos discutindo a possibilidade de que o Paraguai possa ter acesso a um maior número de zonas portuárias brasileiras do Atlântico”.



Loizaga destacou ainda os avanços em termos comerciais e anunciou para o dia 27, a próxima reunião de monitoramento comercial que será realizada no Paraguai. Na ocasião, o Secretário-Executivo do ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Ivan Ramalho, representará o Brasil acompanhado de uma comitiva de empresários que terão uma rodada de negócios com seus pares paraguaios.



O Paraguai está especialmente interessado em investimentos privados nos setores têxtil e confecções, peças, plásticos, metal-mecânico, carnes e grãos. Além disso, os paraguaios pretendem potencializar a hidrovia Paraná – Paraguai, para conferir maior competitividade, mediante a livre navegação e o transporte fluvial na região.



Eladio Loizaga esteve acompanhado do embaixador paraguaio no Brasil, Manuel María Cáceres, e do vice-ministro de Relações Econômicas e Integração, Rigoberto Gauto.



No desenvolvimento da agenda bilateral, os dois chanceleres revelaram que os estudos técnicos relativos à construção de novas pontes, entre Carmelo Peralta e Puerto Murtinho, sobre o rio Paraguai, e entre San Lázaro e Puerto Murtinho e entre San Carlos e Caracol, sobre o rio Apa, terão início nas próximas semanas. Ficou acertado ainda que as obras da segunda ponte sobre o rio Paraná terão início no segundo semestre em evento que contará com as presenças dos presidentes Horácio Cartes e Dilma Rousseff.



Mercosul



Sobre a Cúpula do Mercosul, Eladio Loizaga destacou que o bloco vive um momento de intenso aprofundamento não apenas nas questões comerciais e econômicas, mas também no que diz respeito à cidadania e aos temas sociais.



No entanto, reconheceu que o principal desafio paraguaio à frente do bloco será conduzir as negociações do acordo de livre comércio com a União Europeia. “Tivemos uma reunião em Bruxelas e vamos ter uma reunião intra Mercosul em agosto. Posteriormente, estaremos com técnicos da UE para irmos avançando. Além disso, receberemos um mandato dos demais parceiros do bloco para dinamizar o comércio interno”, explicou.



Mauro Vieira reconheceu a importância estratégica das relações do Brasil com o Paraguai e destacou os avanços obtidos nos temas de cooperação, conexão terrestre, e a construção da segunda ponte entre os dois países.



Ex-funcionário de Itaipu morre durante protesto



O governo brasileiro não comentou a morte de um ex-funcionário de Itaipu, que faleceu nesta quarta-feira, 15, quando participava de uma manifestação em frente à embaixada do Brasil em Assunção. Gil Servián, de 66 anos, reclamava direitos trabalhistas devidos pela binacional.



De acordo com Carlos González, representante da Coordenadora de Ex-Trabalhadores de Itaipu, o grupo montou um acampamento em frente à representação brasileira no Paraguai, no mês de junho. Os protestos haviam sido suspensos em janeiro após o grupo ter chegado a um acordo com o governo paraguaio.



Atualmente, cinco ex-trabalhadores, sendo uma mulher, estão crucificados há duas semanas para exigir o pagamento de seus direitos trabalhistas. Em 2014, o grupo permaneceu nestas condições por quase dois meses. O grupo tentou sensibilizar o Papa Francisco durante sua visita ao Paraguai na semana passada, para que mediasse uma solução para o impasse.



Eles exigem benefícios econômicos por antiguidade, periculosidade e outros, em cumprimento a um acordo firmado em 1978.



Íntegra do Comunicado Oficial da Chancelaria paraguaia sobre o encontro: http://www.inforel.org/noticias/noticiasEspanhol.php?tipo=2


Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...