Defesa

Geopolítica
12/09/2016
Política
12/09/2016

Fronteira

Paraguai quer comprar Super Tucano, mas preço é entrave

Brasília – O governo do Paraguai está interessado em adquirir uma esquadrilha de aviões Super Tucano, de fabricação brasileira, mas o preço é o principal entrave, segundo as autoridades do país vizinho. O objetivo é utilizar a aeronave no combate às avionetas utilizadas pelo crime organizado e o narcotráfico, e pelos combatentes do Exército do Povo Paraguaio (EPP). O Super Tucano foi decisivo, por exemplo, nos principais golpes aplicados pela Colômbia à guerrilha das FARC.

No entanto, o preço do avião, cerca de US$ 8 milhões, é o principal entrave para os cofres públicos do Paraguai. O preço varia ainda de acordo com as características e o sistema de armas exigidos pelo comprador. Além disso, o custo da hora/voo, estimado em US$ 400, está muito acima dos valores orçados pela Força Aérea Paraguaia (FAP).

No domingo, 11, o avião foi apresentado e realizou uma demonstração junto ao Grupo Aerotático (GAT) e autoridades governamentais como o ministro da Defesa, Diógenes Martínez. A FAP já conta com algumas unidades do Tucano, também de fabricação brasileira.

O Super Tucano é utilizado por mais de dez forças aéreas em todo o mundo, incluindo a brasileira, colombiana e norte-americana que utiliza o avião de ataque leve no Afeganistão.

Caso o Paraguai não consiga negociar um preço melhor para a aquisição do Super Tucano, o país deverá iniciar conversações com a Coreia do Sul para adquirir o modelo KT-1, utilizado pela Força Aérea do Peru e que pode ser montado naquele país, o que representaria um custo significativamente menor em comparação com o avião brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *