Brasília, 20 de abril de 2019 - 18h18
Paraguai reitera pedido de extradição de refugiados no Brasil

Paraguai reitera pedido de extradição de refugiados no Brasil

23 de janeiro de 2019 - 16:19:59
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – Nesta quarta-feira, o ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Luis Castiglioni reiterou ao chanceler brasileiro Ernesto Araújo, o pedido de revogação do status de refugiados políticos de Juan Arrom e Anuncio Martí. Assunção espera que o presidente Jair Bolsonaro influencie diretamente esta decisão.

“Reiterei o pedido de revogação do status de refugiados dessas duas pessoas e fui informado que os organismos competentes no Brasil estão avaliando o pedido do Paraguai”, afirmou Castiglioni que se reuniu com Araújo, em Davos, Suíça.

Ainda segundo ele, após a conclusão deste processo e com a revogação do atual status, o Paraguai então pedirá a imediata extradição de ambos. Eles foram condenados pelo sequestro de de María Edith Bordón, em novembro de 2001. Ela foi libertada dois meses depois mediante o pagamento de resgate. O dinheiro teria sido usado para financiar ações do grupo guerrilheiro Exército do Povo Paraguaio (EPP).

Além disso, Luis Castiglioni refutou a decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos que condenou o Paraguai a pagar US$ 63 milhões à título de indenização material e imaterial aos dois.