Brasília, 25 de maio de 2020 - 08h09
PARLATINO pede a suspensão das dívidas externas e dos embargos econômicos

PARLATINO pede a suspensão das dívidas externas e dos embargos econômicos

27 de março de 2020 - 12:26:19
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – Nesta quinta-feira, 26, o Parlamento Latino-Americano (PARLATINO), divulgou declaração em que pede à comunidade internacional, a suspensão do pagamento das dívidas externas contraídas pelos países mais pobres e dos embargos econômicos aplicados por países e/ou blocos. Cuba, Irã, Coreia do Norte e Venezuela, seriam alguns dos países beneficiados pelas medidas.

O PARLATINO considera a declaração pela Organização Mundial da Saúde (OMS), no dia 11, de pandemia a disseminação do coronavirus, como justificativa para que sejam aliviados os impactos econômicos também dos países latino-americanos e caribenhos.

De acordo com a declaração, o PARLATINO assinala “que as circunstâncias demandam a suspensão indefinida da cobrança da dívida externa dos países da América Latina e Caribe por parte e com o apoio do Fundo Monetário Internacional, Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), além dos credores privados”.

Segundo a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), a dívida externa dos países da América Latina e Caribe, representam 42,3 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) regional.