Defesa

Brasil sediará Cúpula do Mercosul com a presença d
06/11/2012
Chefes de Estado da UNASUL discutirão agenda socia
06/11/2012

Defesa

Peru compra avião sul-coreano e Super Tucano é descartado

Brasília – O governo peruano assinou nesta terça-feira, 6, em Lima, contrato com o governo da Coreia do Sul para coproduzir e comercializar os aviões de treinamento militar KT-1P. O Super Tucano da EMBRAER também disputava a licitação da Força Aérea peruana.

Segundo o ministro da Defesa do Peru, Pedro Cateriano, “não se trata de uma simples aquisição, mas a possibilidade real de que em quatro anos o Peru se encontre capacitado para fabricar aviões de instrução básica e de comercializá-los na região, garantindo a extensão do vínculo comercial”.

Pelo acordo, a Força Aérea do Peru (FAP) poderá contar com 20 novos aviões de instrução básica KT-1P, desenhados e fabricados pela empresa sul-coreana KAI. A transação contou com o apoio do governo sul-coreano e vai custar ao Peru US$ 208,8 milhões.

Ainda segundo o ministério da Defesa do Peru, o contrato atende a um dos principais objetivos do presidente Ollanta Humala, para o equipamento e modernização das Forças Armadas e o começo da industrialização aeronáutica no Peru.

“Este contrato permitirá fortalecer e aprofundar as relações bilaterais entre o Peru e a Coreia do Sul abrindo uma série de possibilidades de interação mútua que não se esgotam no âmbito militar”, afirmou Pedro Cateriano.

Pelo acordo, a empresa sul-coreana KAI garantirá o standard de fabricação e as certificações internacionais de todos os seus produtos uma vez que sejam desenvolvidos e fabricados no Serviço de Manutenção da FAP (SEMAN).

O contrato foi assinado pelo ministério da Defesa do Peru e a Agência de Promoção de Investimentos e Comércio da Coreia do Sul (KOTRA), com a participação do Programa de Administração de Aquisições para a Defesa da Coreia (DAPA).

“Estes aviões servirão para a segunda fase de instrução dos nossos pilotos, e em tal sentido substituirão os antigos Tucano T-27 que operam há 25 anos na Força Aérea do Peru”, destacou o ministro.

Além disso, o contrato compreende a transferência de tecnologia ao Peru para a fabricação de 16 dos 20 aviões em território peruano, enquanto quatro deles serão montados na Coreia do Sul, e a construção de um simulador de voo do KT-1P, e um veículo aéreo não tripulado (VANT).

O contrato prevê ainda a capacitação de engenheiros e técnicos peruanos, e a construção e equipamento de quatro hangares na Base Aérea de Las Palmas, em Lima, e uma em Pisco, para a descentralização da produção de aviões KT-1P.

Segundo Pedro Cateriano, o valor da transferência de tecnologia e equipamento necessário para produzir os referidos aviões, alcança os US$ 21,7 milhões.

“Não resta dúvida que este acordo representa um passo transcendental para a modernização das Forças Armadas, e para a indústria militar aérea do nosso país”, concluiu o ministro da Defesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *