Defesa

Política
21/09/2016
Cooperação Militar
22/09/2016

Diplomacia

Peru e Chile reativarão mecanismo 2+2 para normalizar as relações bilaterais

Brasília – Os governos do Peru e do Chile decidiram reativar o Mecanismo 2+2 que reúne os respectivos ministros de Defesa e Relações Exteriores, para normalizar totalmente as relações bilaterais após a disputa territorial arbitrada pela Corte de Haia. A informação é do chanceler peruano Ricardo Luna.

Segundo ele, “vamos reativar o 2+2, mas quando isso se dará ainda não está decidido e depende de como vamos destravar certa letargia que se criou em outros temas da relaçõa bilateral, em geral, de caráter técnico e não político ou diplomático”, explicou Luna.

O diplomata recordou ainda que no dia 28 de julho, durante a posse do presidente Pedro Pablo Kuczynski, em Lima, houve uma primeira conversa com representantes do governo chileno para se avançar nesta direção. Nas últimas semanas, os contatos entre os dois países foi intensificada.

A normalização das relações deve dar-se após os encontros entre Michele Bachellet e Kuczynski. A presidente chilena participará no Peru da Cúpula da APEC e o líder peruano realizará visita oficial a Santiago em novembro.

A última vez que o Mecanismo 2+2 se reuniu foi em fevereiro de 2014 justamente quando os dois governos assinaram a decisão da Corte de Haia que delimitou a fronteira marítima entre os dois países.

O presidente peruano já declarou publicamente que as relações com o Chile são prioritárias. Ricardo Luna, por outro lado, expressou total confiança no chanceler chileno Heraldo Muñoz com quem se reunirá em Nova York à margem da Assembleia-Geral da ONU.

“Essa é uma relação de confiança como de dois amigos que não nos vemos há muito tempo. O grau de confiança é a base de qualquer relação. O restante vamos ajustando com o tempo, paciência e fluidez de uma relação densa, mas rica para os dois países”, concluiu Ricardo Luna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *