Brasil

Política
26/02/2016
Diplomacia & Negócios
26/02/2016

Corrupção

Peru quer acesso a documentos da Lava Jato enviados do Brasil

Brasília – Os membros do Congresso peruano que integram a Comissão Parlamentar que investiga as ramificações da Operação Lava Jato naquele país pediram ao presidente do colegiado Juan Pari, acesso aos documentos enviados do Brasil que vinculam a políticos do Peru com o caso.

Para a congressista Carmen Omonte, as denúncias contra o ex-presidente Alan Garcia e o atual mandatário Ollanta Humala, surpreenderam o grupo. O Peru está em meio a uma campanha eleitoral pela sucessão do presidente. Na terça-feira, 23, o próprio Humala convocou o embaixador do Brasil em Lima para cobrar explicações sobre o surgimento do seu nome nas investigações da Polícia Federal.

A Comissão Parlamentar também não descarta convocar a esposa de Humala e presidente do Partido Nacionalista Peruano, Nadine Heredia, para que detalhe os supostos laços com funcionários da construtora Odebrecht que atuam no país. O gerente da companhia no Peru, Jorge Barata, também foi convocado para prestar esclarecimentos sobre o possível pagamento de propinas para a obtenção de contratos para grandes obras.

As informações de Barata não foram reveladas e a Comissão pretende agora confrontá-las com as versões de uma dezena de funcionários e ex-funcionários públicos que teriam recebido vantagens para beneficiar a Odebrecht.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *