Mundo

Delitos Conexos
23/09/2016
Orçamento
26/09/2016

Debate

Peru quer fortalecer inteligência financeira para combater lavagem de dinheiro e terrorismo

Brasília – A ministra de Justiça e Direitos Humanos do Peru, Marisol Pérez Tello, afirmou nesta quinta-feira, 22, em audiência na Comissão de Constituição do Congresso, que espera contar com o apoio dos parlamentares para ampliar o mandato da Unidade de Inteligência Financeira (UIF).

De acordo com Tello, o fortalecimento e ampliação das ações da UIF são fundamentais para que o Peru possa prevenir e combater de forma eficiente a lavagem de dinheiro, o financiamento ilegal da política e o terrorismo.

Acompanhada do presidente do Conselho de Ministros, Fernando Zavala, a ministra de Justiça e Direitos Humanos apelou para que as “ferramentas legais sejam adotadas com o objetivo de se evitar o regresso do terrorismo que está diretamente ligado à lavagem de dinheiro”. Segundo ela, “o terrorismo é financiado pelo narcotráfico e necessitamos cortar-lhes as asas”.

Ela também descartou que exista abuso de parte da Unidade de Inteligência Financeira, mesmo permitindo que possa levantar o sigilo e a reserva tributária, uma vez que todas as ações estarão sempre pendentes de autorização judicial.

Marisol Pérez Tello afirmou que haverá um maior intercâmbio de informações entre a UIF, a Oficina Nacional de Processos Eleitorais (ONPE) e o Juizado Nacional de Eleições (JNE), apenas quando houver indícios de lavagem de dinheiro, financiamento ilegal da política e atividades terroristas.

“Temos claro que não se pode deixar de analisar informações a respeito de suspeitos. Se a UIF cruza informação com a ONPE  e a JNE, saberemos se há ou não financiamento ilegal de campanhas políticas e lavagem de ativos”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *