Brasília, 14 de novembro de 2018 - 05h53

Transparência

18 de maio de 2012
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - Com o objetivo de garantir transparência nas aquisições para as Forças Armadas, o ministério da Defesa do Peru decidiu criar a Agência Central de Compras Militares.



De acordo com o ex-ministro  da Defesa, Alberto Otárola, a decisão evitará demoras e tornará mais eficiente o processo de compra de bens e serviços pelas Forças Armadas.



Otárola explicou que a Agência Central de Compras Militares irá centralizar as aquisições dos institutos armados e permitirá o desenvolvimento planejado e de economia de escala nas compras, como ocorre nos países mais avançados do mundo.



Ele destacou ainda que essa agência dotará de maior transparência e eficiência os processo de aquisições por seu caráter técnico, sua independência e o seu pessoal profissional civil e militar especializado.



Segundo Otárola, "a Agência Central também vai melhorar o controle e a execução do orçamento destinado à Defesa".



Fontes militares informaram ao InfoRel que a atuação da Agência Central evitará ainda qualquer possível negociação ilícita entre o ente requerente e os representantes ou intermediários, sejam peruanos ou estrangeiros.



Além disso, ficou definido que o Peru irá priorizar as compras Governo a Governo, como no caso da aquisição de um sistema de armas para o país. Isso será possível por meio dos acordos de cooperação já existentes. As empresas intermediárias serão eliminadas do processo.



"Desta maneira não apenas estaremos garantindo a idoneidade do bem ou serviço que se adquire e a seriedade do provedor, mas também se melhorará a posição de negociação do Peru para a fixação dos preços definitivos da oferta", informou Alberto Otárola.



Ele enfatizou que a nova política considera como elemento central nas aquisições, a transferência de tecnologia e o desenvolvimento do sistema de offset como requisito indispensável no caso das compras Governo a Governo.



O projeto de implantação da Agência Central de Compras Militares será executado pela Direção Geral de Gestão Administrativa para a Defesa, órgão vinculado ao ministério da Defesa. Otárola recordou que em sua gestão, o governo priorizou as compras corporativas.



Atualmente, o país conta com onze desses processos em negociação.



"O bom desses processos é que alcançamos a standarização dos bens e uma maior eficiência econômica", concluiu.



Fronteiras



Nos dias 15 e 16 de maio, o governo peruano realiza na Universidade Amazônica de Madre de Deus, em Puerto Maldonado, o I Foro de Fronteiras Amazônicas do Peru, organizado pela Direção de Desenvolvimento e Integração do ministério das Relações Exteriores e o Departamento de Ciências Sociais da Universidade Católica do Peru.



A chancelaria peruana informou que o Foro é um evento acadêmico que pretende discutir a situação atual e as perspectivas de futuro das fronteiras amazônicas do país com o Brasil.



Neste sentido, serão estudadas as características da fronteira amazônica peruana em seus aspectos econômico, social, ambiental e institucional e as influências externas, em particular na região próxima à fronteira brasileira.



Outras duas edições estão previstas para este ano em Pucallpa e Iquitos e respondem a estratégia de conhecer e difundir a problemática dos espaços fronteiriços amazônicos em maior profundidade.



Participam dos eventos, funcionários nacionais e regionais, docentes universitários, representantes de sindicatos e instituições da sociedade civil, além do público interessado no desenvolvimento da Amazônia com critérios de sustentabilidade ambiental.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...