Mundo

Crise
13/02/2016
Integração Regional
13/02/2016

Política

Pesquisa aponta empate em referendo por reeleição ilimitada na Bolívia

Brasília – Há dez dias do referendo popular que decidirá pela reeleição ilimitada do presidente Evo Morales, as pesquisas mostram um empate técnico entre o Sim e o Não, com 40% cada. Pelo menos 20% dos bolivianos estão indecisos. A próxima eleição será em 2019 e Morales acaba de completar dez anos no poder.

Uma empresa privada de pesquisas ouviu 2,4 mil bolivianos maiores de 18 anos entre 15 de janeiro e 6 de fevereiro. Esta foi a primeira vez que o Sim empatou com o Não, segundo a cadeia de TV privada Unitel, que encomendou o estudo. O presidente Evo Morales e seu vice, Álvaro Garcia Linera, garantem que o governo tem sido vítima de ataques midiáticos da direita e de ações orquestradas pelos Estados Unidos em conluio com a oposição.

Ainda de acordo com as pesquisas, Morales teria 51% de apoio nas áreas rurais e 37% nas urbanas, enquanto a oposição representada pelo Não, alcançaria 22% no campo e 44% nas cidades.

Evo Morales também ganha em La Paz com 44%, empata em Cochabamba com 38% e perde em Santa Cruz onde o Não teria hoje 46% dos votos. Os três departamentos concentram 60% do eleitorado de 6,4 milhões de bolivianos.

Além disso, o Não ganharia nos departamentos de Tarija com 49%, Chuquisaca com 43% e Potosí com 47%. O Sim à reeleição ilimitada estaria na frente em Oruro com 56%, Beni com 42% e Pando com 44%.

As pesquisas mostram ainda que desde dezembro, a posição do presidente Evo Morales vem perdendo força, ao mesmo tempo em que o Não tem se consolidado nas pesquisas. Hoje, Morales teria um índice de rejeição de quase 55%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *