Brasília, 25 de maio de 2019 - 09h28
Petrobras aplica multa à Bolívia por enviar menos gás ao Brasil

Petrobras aplica multa à Bolívia por enviar menos gás ao Brasil

28 de março de 2019 - 06:26:15
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – A Petrobras aplicou uma multa, cujo valor não foi revelado, à Bolívia por enviar menos gás ao Brasil em 2018. De acordo com o vice-presidente nacional de operações da companhia Yacimientos Petrolíferos Fiscales (YPFB), Gonzalo Saavedra, a multa não afeta a estatal boliviana nem os ingressos que o país obtém com a exportação do gás, uma vez que a sanção será paga pela própria Petrobras.

Segundo Saavedra, a filial da Petrobras na Bolívia é a encarregada de garantir os níveis de produção no campo de San Alberto, em Tarija, por isso deve assumir a multa pelo incumprimento dos envios nos volumes de exportação de gás ao Brasil.

“Por isso, não perde a YPFB, não perde o Estado, não perde nenhum governo ou prefeitura ou universidade. Estas multas derivadas de uma obrigação estabelecida em contrato, são transferidas à Petrobras”, afirmou.

Ainda segundo ele, existem três razões pelas quais é possível haver uma defasagem na produção de gás a ser enviado ao Brasil: meramente técnico (transporte ou compressão), de mercado com importantes variações (altas e baixas nominações), ou relacionado à produção como tal.

Neste sentido, assegurou que o incumprimento de envios ao Brasil se deve a que variam as nominações de extremo a extremo em um período de tempo muito curto, ou seja, o Brasil pede até 31 milhões de metros cúbicos e de imediato, baixa esse volume para 12 milhões de metros cúbicos.

Por outro lado, reconheceu que o campo de San Alberto registra uma declinação natural uma vez que acumula muitos anos de produção.