Brasília, 04 de agosto de 2020 - 16h53
Portugal oferece curso para capacitar profissionais de turismo do Brasil e da CPLP

Portugal oferece curso para capacitar profissionais de turismo do Brasil e da CPLP

30 de junho de 2020 - 08:09:30
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília - O governo de Portugal oferece uma oportunidade para quem deseja conhecer mais sobre o turismo do país. O curso Online Summer School começou nesta segunda-feira, 29, e, durante duas semanas, os alunos poderão se aprofundar nos atrativos turísticos, na gastronomia, no enoturismo, nos festivais da cultura lusitana, além de poderem visitar virtualmente os diversos monumentos históricos. Portugal é referência na revitalização de patrimônios históricos realizada a partir do Programa Revive, que também será adotado pelo Brasil.

De acordo com o Ministério do Turismo brasileiro, o curso será ministrado pelas escolas de Douro-Lamego, Coimbra, Lisboa, Setúbal e Algarve que irão apresentar aos alunos as peculiaridades de cada região como as cores e sabores de Lisboa, a natureza e o exuberante mar de Setúbal, a rica gastronomia mediterrânea de Algarve e a cultura do vinho da região da Bairrada, em Coimbra. Para se inscrever, visite: https://escolas.turismodeportugal.pt/.

As cinco instituições fazem parte da rede de Escolas do Turismo de Portugal, autoridade turística do país, que é composta por 12 escolas e forma mais de três mil alunos por ano a partir de uma metodologia baseada na inovação, no desenvolvimento de habilidades individuais e na internacionalização dos profissionais do setor. A rede oferece diversos cursos profissionalizantes em vários segmentos do turismo como, gastronomia, restaurante, ecoturismo, turismo de aventura, cultural e hotelaria. Saiba mais clicando aqui.

Revive

Em março deste ano, foi assinado o protocolo de cooperação entre o Ministério do Turismo do Brasil e do Ministério da Economia de Portugal que permite a implementação do Programa Revive em solo brasileiro. O objetivo é que os patrimônios hoje em estado de deterioração sejam recuperados pela iniciativa privada para utilização de parte do imóvel para empreendimentos turísticos como hotéis, restaurantes e outros atrativos. Para isso serão realizadas licitações para concessão dos espaços.