Agenda

França apóia ingresso do Brasil no Conselho de Seg
22/02/2011
Ativistas iranianos cobram postura do Brasil
22/02/2011

Presidente brasileira avalia situação do Haiti e H

Presidente brasileira avalia situação do Haiti e Honduras

A presidente Dilma Rousseff discutiu nesta terça-feira a situação do Haiti e de Honduras com o Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos, José Miguel Insulza.

Em junho, a OEA realiza sua Assembléia-Geral e a expectativa do organismo é pelo retorno de Honduras ao sistema interamericano. O país foi expulso em 2009 depois que um golpe de Estado depôs o então presidente Manuel Zelaya.

Para o Brasil, o reconhecimento do atual governo passa pelo retorno de Zelaya ao país. Ele se encontra asilado na República Dominicana.

“Falamos sobre a necessidade de resolver o problema pendente, que é o retorno seguro e tranqüilo do ex-presidente Zelaya a Honduras, para que o Brasil possa reconhecer o governo daquele país”, afirmou Insulza, após o encontro.

Segundo ele, “o que todos estão de acordo é que temos de pôr um fim a essa situação.”

O governo de Honduras trabalha para conquistar o apoio dos países da União das Nações Sul-Americanas (UNASUL), mas Argentina, Bolívia, Brasil, Equador e Venezuela, se mostram irredutíveis.

José Miguel Insulza explicou que a América Latina vive um momento especial na economia e na política. “Temos na região como um marco de otimismo, de desenvolvimento econômico importante.”

Por outro lado, manifestou a preocupação da OEA com a situação do Haiti.

Poucos foram os avanços concretos após mais de um ano do terremoto que destruiu o país em janeiro de 2010.

“Nossos esforços são para levantar esse país e prepará-lo para as próximas eleições [previstas para 20 de março].”

Na semana passada, o Brasil anunciou a doação de US$ 300 mil dólares para apoiar o processo eleitoral no Haiti. Outros US$ 800 mil já haviam sido liberados no início do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *