Brasília, 13 de dezembro de 2018 - 07h51

Política

17 de janeiro de 2017
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - A presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, realizou na semana passada seu segundo giro pela América Latina, desta vez para visitar quatro países centro-americanos com o objetivo de fortalecer as relações com a região, uma das poucas do planeta que favorecem Taipei sobre Pequim. Sua visita à região com escala nos Estados Unidos aumentou as tensões entre Washington e a China.



Tsai Ing-wen esteve em Honduras, Nicarágua, Guatemala e El Salvador, país que presidirá a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC) a partir de 25 de janeiro.



Segundo ela, “venho para fortalecer 75 anos de relações diplomáticas com Honduras e seguiremos consolidando os nossos vínculos de amizade”, declarou após reunir-se em Tegucigalpa com o presidente Juan Orlando Hernández.



Nesta nova visita à região, Taiwan quer tornar ainda mais fortes os laços comerciais e de cooperação. Em Honduras, ela também reuniu-se com empresários e visitou as obras da réplica da Torre Taipei 101, um dos edíficios mais altos da Ásia.



A presidente encabeçou uma comitiva de 120 pessoas, entre ministros, parlamentares e empresários. Eleita em maio do ano passado, ela já esteve no Panamá e no Paraguai.



A presidente de Taiwan esteve ainda na posse do presidente da Nicarágua, Daniel Ortega e reuniu-se com seu homólogo Jimmy Morales, na Guatemala. A viagem foi encerrada em São Salvador onde a presidente Ing-wen encontrou-se com o líder salvadorenho Salvador Sánchez Cerén.



Guatemala, El Salvador, Nicarágua e Honduras formam parte dos 12 aliados com que Taipei conta na América Latina. A Costa Rica rompeu relações com Taiwan em junho de 2007 para aproximar-se da China.



EUA



Para Pequim, as relações entre Taiwan e os Estados Unidos podem criar vários problemas. A China não gostou nenhum pouco das escalas feitas pela presidente Tsai Ing-wen, nos Estados Unidos quando voava para a América Central. No dia 7, ela estacionou em Houston e no dia 13, ao retornar para Taiwan, deu uma parada em São Francisco.



O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, aproveitou para ligar para Ing-wen e exortou a que Pequim negocie com Taiwan. As declarações de Trump caíram como uma bomba na China. O governo local chegou a pedir que os Estados Unidos não permitissem que a líder taiwanesa transitasse por seu território.



No entanto, o ex–chanceler nicaraguense, José Pallais, afirmou que o trânsito de Ing-wen pelos Estados Unidos e o seu giro pela América Central “não terá nenhuma relevância internacional, porque entre Taiwan e China existe mais coordenação e comunicação do que se aparenta”.



Taiwan entrega anualmente, cerca de US$ 50 milhões em cooperação não reembolsável à Nicarágua. Para El Salvador, são US$ 71,9 milhões, enquanto a Guatemala recebeu US$ 62,7 milhões nos últimos cinco anos.


Assuntos estratégicos

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...