Brasília, 18 de outubro de 2018 - 18h28

Presidente do Equador fala em golpe de Estado

30 de setembro de 2010
por: InfoRel

O presidente do Equador, Rafael Correa, afirmou na tarde desta quinta-feira, que o país é vítima de um golpe de Estado orquestrado por militares das Forças Armadas e policiais.



As manifestações se radicalizaram depois que o governo reafirmou o seu desejo em reformar as leis que regulam o serviço público, cortando benefícios de várias categorias.



Preocupado com a situação, o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, conversou de Porto Príncipe, Haiti, com o chanceler equatoriano Ricardo Patiño a quem expressou o apoio brasileiro à institucionalidade do país.



Amorim também manteve contato com o Secretário-Geral do Itamaraty, Antônio Patriota, com o embaixador brasileiro em Quito, Fernando Simas Magalhães, com o Subsecretário-Geral do ministério das Relações Exteriores, Antônio Simões, que participa de reunião do Mercosul em Manaus (AM), e com o representante do Brasil na Organização dos Estados Americanos (OEA), Ruy Casaes.



O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem sido informado dos acontecimentos que resultaram na ocupação de quartéis e do aeroporto de Quito, pelas Forças Armadas.



Em nota, o Itamaraty informa que o Brasil já “articula uma resposta firme e coordenada do Mercosul, da UNASUL e da OEA, para repudiar qualquer desrespeito à ordem constitucional do Equador”.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...