Relações Exteriores

Empresa aérea nega vôos secretos
05/03/2008
Lula afirma que conflito na América do Sul é preju
05/03/2008

Presidente do Equador tenta isolar a Colômbia, mas

Presidente do Equador tenta isolar a Colômbia, mas Lula não aceita

O presidente equatoriano Rafael Correa tentou o isolamento da Colômbia em reunião que manteve no Palácio do Planalto na manhã desta quarta-feira, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Para o Brasil, essa postura não ajuda em nada. O chanceler Celso Amorim explicou que o país espera por uma decisão da Organização dos Estados Americanos (OEA), que está reunida em Washington.

O ministro das Relações Exteriores descartou a participação dos Estados Unidos e da União Européia na mediação do conflito que, segundo o Itamaraty, é bilateral entre Colômbia e Equador.

Rafael Correa afirmou ainda no Planalto que ?se as Farc são um perigo para a região como manifestou Uribe, todos temos a liberdade de bombardear solo colombiano”.

A declaração causou mal estar junto à diplomacia brasileira que se esforça para reduzir as tensões e baixar o tom das declarações.

Para Celso Amorim, a credibilidade da OEA também está em jogo, razão pela qual, afirmou que a entidade precisa tomar uma decisão imediata para conter o conflito.

O Brasil defende a criação de uma comissão de investigação para apurar o que ocorreu na selva equatoriana. Amorim cogitou a possibilidade de o Grupo do Rio, que se reúne neste final de semana na República Dominicana, tratar do assunto.

Grupo do Rio

A XX Cúpula de Chefes de Estado e de Governo do Grupo do Rio será realizada nos dia 7 e 8 de março em Santo Domingo. Além da crise que atinge a América do Sul, três são os temas que serão tratados: Energia, Desastres Naturais e Desenvolvimento.

A chancelaria dominicana confirmou a presença dos presidentes da Argentina, Cristina Fernández; Bolívia, Evo Morales; Chile, Michelle Bachelet; Colômbia, Álvaro Uribe; El Salvador, Elías Antonio Saca; Equador, Rafael Correa; Guiana, Bharrat Jagdeo; Honduras, Manuel Zelaya; México, Felipe Calderón; Nicarágua, Daniel Ortega; Panamá, Omar Torrijos; e Venezuela, Hugo Chávez.

Além dos presidentes, participaram do encontro, o primeiro-ministro do Haiti, Jacques Edouard Alexis, o Secretário-Geral da OEA, José Miguel Insulza; o Secretário-Geral da Cúpula Ibero-americana, Enrique Iglesias, e o representante da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah), Hédi Annabi.

O presidente da República Dominicana, Leonel Fernández transmitirá a Secretaria Pro-Tempore do Grupo do Rio ao colega mexicano, Felipe Calderón. O presidente Lula não participará do evento. Ele cumpre agenda no Rio de Janeiro onde também recebe o presidente de Portugal, Cavaco Silva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *