Brasília, 15 de outubro de 2018 - 21H46

CPI dos Correios

06 de junho de 2005
por: InfoRel
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve estar arrependido de ter afirmado que assinaria um cheque em branco para o deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB.

Foi justamente ele, aliado do governo e pivô da pior crise polà­tica petista, quem denunciou que o Partido dos Trabalhadores pagava mensalidade de R$ 30 mil para deputados apoiarem seus projetos no Congresso.

O PT divulgou nota oficial repudiando as declarações de Jefferson, feitas numa entrevista ao jornal Folha de São Paulo desta segunda-feira. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva convocou reunião da coordenação polà­tica para esta tarde, quando será feita uma avaliação das declarações e definidos as medidas que o governo vai adotar.

Segundo Jefferson, o governo pagava mensalidades aos deputados do PP do presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, e PL, do vice-presidente José Alencar. O responsável pelo pagamento era o tesoureiro do PT, Delúbio Soares. Jefferson afirmou na entrevista, que a denúncia teria sido levada aos ministros José Dirceu, Ciro Gomes, Walfrido dos Mares Guia, Aldo Rebelo e Antonio Palocci.

Lula também teria sido informado pelo presidente do PTB. Foi a partir daà­ que o pagamento parou e o governo começaria a enfrentar fortes resistências dentro do Congresso. Hoje, a base aliada está fragmentada e o governo não consegue sequer controlar a crise surgida com o pedido de CPI dos Correios.

Na semana passada, Roberto Jefferson teria dito que não cairia sozinho caso viesse a enfrentar uma investigação parlamentar. Também foi ele quem anunciou aos jornalistas que os ministros Aldo Rebelo e José Dirceu só faltaram ficar de joelhos apelando para que ele e o PTB não apoiassem a CPI ou entregassem os cargos no governo.

O InfoRel conversou com vários parlamentares de oposição e do próprio PT. Segundo eles, as novas denúncias reforçam a tese daqueles que defendem a realização da CPI dos Correios.

Acompanhe a à­ntegra da nota oficial do Partido dos Trabalhadores, assinada pelo ex-deputado José Genoino.

Nota de esclarecimento

1 – Foi com surpresa e indignação que o Partido dos Trabalhadores tomou conhecimento das declarações do deputado Roberto Jefferson, concedidas ao jornal Folha de S. Paulo, segundo as quais o nosso partido, através do tesoureiro Delúbio Soares, concedia uma mesada mensal de R$ 30 mil aos deputados do PL e do PP;

2 – O PT nega as declarações do deputado Roberto Jefferson, pois elas não têm o mà­nimo fundamento na realidade. O relacionamento do PT com todos os partidos da base de sustentação do governo, inclusive o PTB, se assenta em pressupostos polà­ticos e programáticos e no objetivo de garantir a governabilidade do paà­s e implementar o programa de governo pelo qual o presidente Lula foi eleito;

3 – O PT, a exemplo de outros partidos da base do governo, apóia todas as investigações em curso feitas pela Polà­cia Federal, pelo Ministério Público, pela Controladoria Geral da União e por outras instituições, ressalvando a presunção de inocência de todos os envolvidos, mas com a convicção de que todos os culpados deverão ser punidos.


José Genoino – Presidente do PT

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...