Brasília, 21 de outubro de 2018 - 07h19
Presidente dos EUA considera injustas relações comerciais com o Brasil

Presidente dos EUA considera injustas relações comerciais com o Brasil

03 de outubro de 2018
por: Marcelo Rech

Brasília – O presidente norte-americano Donald Trump, considera injustas as relações comerciais entre os Estados Unidos e o Brasil. Nesta segunda-feira, 1º, ele afirmou que o Brasil trata “injustamente” as empresas do seu país. A crítica veio depois que ele atacou as “tarifas absurdas” impostas pela Índia.


"O Brasil é outro caso. É uma beleza. Eles cobram de nós o que querem e, se você perguntar a algumas empresas, elas irão dizer que o Brasil está entre os mais duros do mundo, talvez o mais duro. E nós nunca chamamos o Brasil para dizer: 'olha, vocês estão tratando nossas empresas injustamente, tratando nosso país injustamente”, explicou.


Trump também disse que os Estados Unidos têm déficit em todos os acordos comerciais. Atualmente, os Estados Unidos são o segundo maior mercado exportador do Brasil, perdendo somente para a China. Os principais itens exportados para os Estados Unidos são óleo bruto de petróleo, aviões e produtos manufaturados de ferro e de aço.


De acordo com o ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, em 2017, o superávit do Brasil para com os Estados Unidos foi de US$ 2,06 bilhões. O país exportou para os Estados Unidos US$ 26,872 bilhões e importou de lá um total de US$ 24,846 bilhões.


O MDIC informou ainda que a economia norte-americana recebeu 12,3% do total exportado pelo Brasil em 2017. No caso da China, o percentual foi de 21,8%.


Diálogo


O Subsecretário-Geral de Assuntos Econômicos e Financeiros do Itamaraty, embaixador Ronaldo Costa, afirmou nesta terça-feira, 2, que o governo brasileiro está permanentemente aberto ao diálogo e à busca de soluções para a redução de entraves aos fluxos comerciais com os Estados Unidos. Costa também é o negociador chefe do Brasil no MERCOSUL.


Segundo ele, “empresas norte-americanas tiveram e continuam a ter participação destacada no processo de desenvolvimento nacional, dentro do contexto mais amplo do construtivo relacionamento econômico entre os dois países. O comércio bilateral, que se pauta pelos compromissos assumidos por Brasil e Estados Unidos na Organização Mundial do Comércio, tem-se caracterizado, nos últimos anos, por sucessivos superávits norte-americanos”, destacou.


A declaração é uma resposta às declarações do presidente Donald Trump que criticou as relações comerciais entre o Brasil e os Estados Unidos.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...