Brasília, 25 de maio de 2019 - 09h26

Corrupção

21 de julho de 2015 - 22:01:24
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília – O Procurador da Nação, do Peru, Pablo Sánchez, virá ao Brasil com uma equipe de fiscais para investigar se houve pagamento de propinas por empresas brasileiras para a construção da rodovia Interoceânica. Ele se reunirá em Brasília com membros da Procuradoria-Geral da República.



De acordo com Sánchez, “me comuniquei com a Procuradoria-Geral da República em duas oportunidades para acordarmos uma agenda e pautas necessárias para que os fiscais de Lima viagem ao Brasil. Estamos coordenando uma data e há plena vontade do Brasil em proporcionar a ajuda que necessitarmos”, afirmou. Ele assegurou que os contatos entre as respectivas procuradorias são diretos e que os fiscais virão ao Brasil de um jeito ou de outro.



Os peruanos pretendem recolher documentos e informações como provas para decidir se abrem ou não uma investigação naquele país. O Ministério Público peruano entende que é possível obter no Brasil, provas sobre as obras da Interoceânica.



Num primeiro momento, os peruanos querem conhecer detalhes acerca dos fatos ligados à realização da obra e somente depois, tratar das pessoas envolvidas.



Em 2009, a Polícia Federal interveio nos escritórios da construtora Camargo Correia e nas residências dos seus principais executivos, quando foram recolhidos documentos, computadores e até um USB que comprovariam o pagamento de propina.



Os pagamentos irregulares seriam superiores aos US$ 6 milhões, em relação a rodovia Interoceânica, apenas no trecho quatro que liga o Peru ao Brasil.